Blog do Juarez

Um espaço SELF-MEDIA


Deixe um comentário

Racismo, fascismo e o “tapa na cara”

Leads de matérias jornalísticas online da semana

Quatro eventos noticiados essa semana apesar de parecerem isolados, não o são, em verdade possuem uma conexão perversa e preocupante.

O caso do Procurador no Pará que faz críticas racistas e antiafirmativas, as declarações feitas em Manaus pelo Presidente da República, nas quais ataca o direito e autodeterminação indígenas, ONGs e ambientalistas na Amazônia, a prisão de brigadistas que combateram incêndios florestais no Pará e a ação contra ONG para as quais trabalharam, fechando com a nomeação do novo presidente da Fundação Palmares, a responsável por importante parte do processo de reconhecimento e regularização dos remanescentes de quilombos, estão todos perpassados por um mesmo fio.

A fala do Procurador reflete a mesma visão compartilhada pela “elite” metarracista que tem trabalhado contra as ações afirmativas nos últimos anos e não por coincidência está alinhada com a ascensão bolsonarista. Por sua vez o próprio presidente, desde antes da campanha, sempre deixou claro a sua filiação à mesma visão, o “não vai ter um centímetro de terra demarcada para indígena e quilobola” no famoso discurso na Hebraica, não era mera retórica.

Toda a política antiambiental cinicamente levada à cabo pelo governo, cujos discursos e sinalizações levaram ao aumento do desmatamento na Amazônia e aos incêndios, passa pela “neutralização” da fiscalização, a intimidação e criminalização das ONGs e ativistas, além do aparelhamento ideológico nos órgãos estatais que deveriam fomentar e cuidar das questões ambientais, indígenas e quilombolas.

O círculo de autoritarismo com metodologia fascista agora ficou claramente fechado, um ataque sem precedentes, ao nomear uma pessoa negra que vai justamente na mão contrária das premissas fundantes e missão da Fundação Palmares, o que temos é para além de uma “desativação branca”, tão bizarra que sequer dá para fazer trocadilho, uma mensagem clara e debochada do desprezo pelas demandas, pelos movimentos e pela própria população negra, que leva um sonoro, cínico e metarracista “tapa na cara”, aliás, já estendido à todos os outros atacados.

A provocação pode ter intenções piores ainda, no futebol dizem “catimba”, visando estimular manifestações de rua, uma “justificada razão” para aprovar e testar a desejada GLO com excludente de ilicitude, justamente contra uma massa negra… . Não podemos cair na cilada, esse absurdo precisa ser contestado e revertido com inteligência e firmeza, anda difícil mas ainda há soluções institucionais possíveis.


Deixe um comentário

Coringa: a ascenção dos palhaços medíocres e enlouquecidos.

Ao sair do cinema prometi que ia ter “textão”, agora acho que não será assim tão extenso, mas de certo minhas impressões e reflexões estarão nas linhas abaixo.

Não vou fazer redundantes loas à atuação magnífica do protagonista dessa última versão do velho “Joker”, todas anteriores tiveram suas impressionantes e inovadoras atuações, Phoenix é “o melhor da vez”.

O filme é todo “maravilhoso” em todos os aspectos, será um “celeiro de oscares”, então vou direto às minhas impressões e reflexões.

O filme é TODO do Coringa, não notei uma única cena aonde ele não estivesse “presente” ou em perspectiva, até nos “flashbacks” lá estava ele. A primeira conclusão a que cheguei é que o Coringa é um produto das circunstâncias, o resultado de uma infância cruel, de uma “vida perdedora” e de um ambiente hostil e desumanizador, não descartada a sua própria loucura, que até poderia ter ficado sob controle, não fosse a insistência da vida em traze-la ao exterior e potencializa-la ao extremo.

Daí que oscilei entre a empatia inicial com o personagem e o horror com o que se tornou no processo, Coringa é um vilão desprezível e já pouco importa se foi vítima das circunstâncias, é um louco desnecessariamente cruel.

Agora, o que me tocou especialmente, é o link com o contexto em que vivemos. Impossível não associar com o Brasil de hoje, o símbolo que o Coringa se tornou dos frustrados medíocres e “justiceiros” palhaços de Gotham City (não sei se isso pode ser considerado Spoiler, mas não tem como eu falar de um filme sem citar minimamente coisas que ocorrem nele. Ademais penso que isso não atrapalha em nada, pelo contrário, como diz essa matéria da Rolling Stones).

Como não ligar a imagem de um “líder palhaço”, medíocre e violento, quando temos hoje no comando da nação um líder que se distinguiu por uma risada, piadas sem graça de “tiozão do pavê”, uma “tosquice orgulhosa”, defesa de pautas violentas e tem o apelido de BOZO (justamente um palhaço célebre) ???? .

Me impressionou, o que os atos violentos do Coringa, mesmo os não premeditados fizeram afluir na população frustrada de Gotham, a “identificação” e aprovação popular revelou que ele não estava só, ao “subirem a hashtag” #somostodospalhacos, eu vi o meu país de hoje, com uma parte da população ensandecida e agindo como “gado” em um estouro da boiada.

Quando esse “gado” se sente representado e animado por uma liderança, ele começa a atuar como a conhecida analogia do “Guarda da esquina”, a partir dos seus exemplos, discursos, ou ao menos o que imaginam ser as mensagens expedidas. O ódio que o Batman nutre pelo Coringa, não foi por um ato direto dele, mas por ele provocado. Essa ascenção dos palhaços empurra Gotham City para o caos, para a ditadura da mediocridade, da tosquice e da necropolítica.

Gotham City é aqui.


Deixe um comentário

A presidente e o vento estocado, quem diria…, não é “viagem”

armazenamento da energia eólica- excedenteAs vezes penso que os difíceis de entender discursos da nossa presidente da república e as ideias embutidas, são apenas uma lógica bem diferente da corriqueira (mas não completa falta de lógica…), uma forma de organização do pensamento e exposição que simplesmente a maioria não consegue acompanhar…, vendo a questão do “armazenamento de vento” por exemplo, a ideia não é original dela nem exclusiva, já foi pesquisada e até parcialmente empregada na Alemanha e em uma usina nos EUA, um projeto que previa o armazenamento de ar-comprimido em um bolsão de rocha de aquífero em Iowa nos EUA, a partir do excedente produzido em um parque eólico nos momentos de pico de vento (na realidade não seria “armazenar o vento em si” mas utilizar a energia excedente produzida nos horários de pico de vento, para comprimir ar em bolsões de rocha no subsolo), só não deu certo por questões geológicas na região do experimento, mas a ideia não é estapafúrdia e poderia funcionar em uma situação adequada, portanto… .

http://midwestenergynews.com/2012/01/19/scrapped-iowa-project-leaves-energy-storage-lessons/


Deixe um comentário

Fidel profeta? , 1973 : “Estados Unidos dialogará com Cuba quando tiver um Presidente negro e houver um Papa latino-americano”

Montagem by Blogdojuarez

Montagem by Blog do Juarez

Correndo ai pela web, e não poderia deixar de registrar aqui no blog .

Era o ano de 1973 e Fidel Castro, Primeiro Ministro de Cuba, retornava de uma visita ao Vietnã  antes do final da guerra, quando em um encontro como jornalistas internacionais, foi perguntado pelo britânico Brian Davis, “Quando acredita que poderiam se restabelecer as relações entre Cuba e EUA ? “, memorialistas registram que nesse momento Fidel com um olhar fixo no interlocutor, falou bem alto, de modo que todos presentes puderam ouvir : ” Estados Unidos vendrá a dialogar con nosotros cuando tenga un presidente negro y haya en el mundo un Papa latinoamericano” (acho que não precisa tradução mas…, basicamente disse “Quando os EUA tiverem um presidente negro e o Papa for latino-americano”), o que na conjuntura só poderia ser interpretado como uma resposta grandemente irônica .

O vaticínio soou como pilhéria para a maioria, já que ambas as condições pareciam ser pouco prováveis (pelo menos em curto espaço de tempo), principalmente quando sincronizadas.

Passados 42 anos as palavras de “El Comandante” se confirmam, claro que se não havia como saber se e quando os eventos do presidente negro e do papa latino-americano ocorreriam, ao ocorrerem não deve ter sido muito difícil convencer ambos que a segunda parte da profecia já não dependia do acaso, mas da boa vontade, primeiro do Papa em funcionar como facilitador desse diálogo e depois de Obama em marcar esse ponto histórico, e de quebra atribuir ao líder cubano mais um elemento “messiânico” à sua já legendária figura, o de Profeta… .


2 Comentários

A polêmica do banheiro público e as novas resoluções pro LGBT

Assistimos ultimamente no rastro do reacionarismo e antipetismo radical (e porque não dizer majoritariamente irracional ? ),  que assola o país, e em especial as redes sociais, um sem número de postagens e publicações que descaradamente deturpam notícias e fatos e forjam factóides, com a clara intenção de causar indignação e açodar o sentimento reacionário e principalmente antigovernista; o grande problema é para isso se utilizam de meias-verdades, completas-mentiras, conceitos errôneos e absurdização terrorista,  tudo prontamente reproduzido integralmente e sem maiores análises críticas,, por quem está ideologicamente afinado com o “antipetismo incondicional’,  afinal o que interessa é “atirar no PT e no Governo”, se por motivo justo e baseado em verdades ou  mentiras e deturpações pouco importa… .

Dessa vez o mote são as resoluções recentemente assinadas pela Presidente da República, relativas a população LGBTT,  uma delas determinando que estudante pode usar banheiro de escolas e universidades públicas ou privadas segundo sua identidade de gênero, garantindo também à  comunidade trans o  uso de nomes sociais e uniformes de acordo com sua identidade.

A deturpação começa ao desconsiderando o conceito de gênero, levar as pessoas a crer que isso institui o uso indistinto dos banheiros, ou o compartilhamento dos banheiros femininos por mulheres e toda sorte de gays, ou de quem assim se declare ao acessar e ser questionado pela presença. vide (http://www.cabralarrependido.com.br/2015/05/agora-e-lei-lgbt-podem-escolher-qual.html?spref=fb ), continua ao sugerir que seria uma nova regra geral extensível a todo tipo de banheiro público, apelando para uma sensação de “insegurança que se instalará” pondo em perigo mulheres e filhas… ..

Obviamente que a coisa não é por ai…, algumas mulheres compreensivelmente a partir dessa deturpação demonstram preocupação em ter sua privacidade e “segurança” ameaçada por “homens” em seus banheiros, o que não se justifica, pois a resolução fala em acesso conforme identidade de gênero e não “livre para todo homossexual” (que são coisas distintas…), ou seja, não se concebe ter “marmanjos” que por simplesmente se declararem “gays” (ou até o serem verdadeiramente) “pre-autorizadamente invadiriam” os banheiros femininos…, do que se está falando aqui é de pessoas TRANS, ou seja, que possuam “feminilidade” (ou masculinidade no caso dos trans masculinos) tão alta, a ponto de nem serem percebidas de forma “diferente” ou em geral deixando boa “dúvida”, abaixo alguns exemplos femininos:

Trans

É muito provável que a maioria das mulheres já tenha estado com um Trans no banheiro sem nem perceber…, é claro que nem todas as trans “passam” facilmente (não são identificáveis como, à primeira vista ou contato), as travestis por exemplo, são bem mais óbvias, mas o “nível de feminilidade” não se confunde com o de alguém meramente “se fazendo passar por” ou verdadeiramente gay,  para quem se preocupa com “ataques sexuais”, “casquinhas” e “eventuais constrangimentos”, sem querer ser generalizador é bom lembrar que é muito mais provável que isso aconteça vindo de uma lésbica (que como mulher frequenta normal e sem maiores problemas o banheiro feminino…) do que vindo de uma trans…, portanto argumentar “perigo” ou “inconveniência” no acesso de trans é no mínimo falacioso .

As reivindicações dos movimentos LGBTTs não são novas e a legislação relativa não é “novidade” nem “invenção ou exclusividade” do PT…, no Amazonas (que nunca foi governado pelo PT) por exemplo existe a Lei N. 3.079, de 02 de agosto de 2006 que DISPÕE sobre o combate à prática de discriminação em razão de orientação sexual do indivíduo, a aplicação das penalidades decorrentes e dá outras providências,  outro ponto é a confusão que normalmente se faz nos conceitos relacionados a temática, como a mera orientação sexual e a identidade de gênero, entre Gay e Transgênero/transexual, conceitos claros para quem tem alguma entrada nos estudos de gênero, mas não para todo mundo…, o banheiro comunitário é cultural e historicamente separado por gênero (que em um paradigma tradicional e binário é masculino ou feminino), ocorre que gênero nem sempre coincide com o sexo biológico, não se trata de “unificar” banheiros mas de garantir o acesso por gênero sem discriminação pelo sexo…, uma pessoa trans feminina por exemplo, não é “gay” (pessoa que se atrai por pessoa do mesmo sexo) ela na realidade tem um sexo biológico desconforme com sua real identidade de gênero, em outras palavras, é uma mulher psicologicamente, mas tem uma configuração anatômica de homem e vice-versa… .

Nem mesmo nos ambientes GLS é comum a ideia de “banheiros únicos”, porém é convenção que as pessoas do gênero feminino (independente do sexo biológico) utilizem o mesmo banheiro…  idem no caso do banheiro masculino porém com menor ocorrência, está franqueado para pessoas trans de gênero masculino.

A questão portanto, está no perfeito entendimento do que é gênero e o que é sexo…, a ideia de  que “o costume consolidado é que evolui para a aprovação da norma jurídica” não é plena, as vezes é o estabelecimento da norma, que determina a alteração no costume generalizado, e estamos vivenciando o momento em que tais alterações de costumes em relação a população LGBTT estão em consolidação, porém devido a uma resistência que na realidade se baseia mais no preconceito que na razoabilidade e tolerância, se exige que por via da norma jurídica, seja garantido o direito social de quem apesar de psicologicamente pertencer a determinado gênero, está “aprisionado” em uma conformação sexual distinta… .

A ideia de segregar  LGBTTs a um banheiro específico, também não se mostra justa, uma vez que em um paradigma tradicionalmente binário de gênero (feminino ou masculino) privar uma pessoa de vivenciar (ou ao menos tentar) plenamente o seu real gênero (o psicológico), é impedir um Direito Humano, portanto não faria sentido fazer “serviço pela metade”, reconhecer o direito a auto-identificação de gênero, ao nome social relativo, à não discriminação pelo gênero, mas negar o acesso a um espaço gênero-relacionado… .

Para visualizar  a notícia em termos mais precisos: http://oglobo.globo.com/sociedade/aluno-pode-usar-banheiro-de-escola-segundo-sua-identidade-de-genero-diz-diario-oficial-15572473


Deixe um comentário

Presidente Dilma elege as Mulheres para explicar a crise e medidas pouco populares

Hoje no dia internacional da mulher, a Presidente da República Dilma Rousseff, depois de um período em que não se dirigiu à nação e nem atendeu  a uma pressão geral para que se manifesta-se sobre a recente crise econômica, as medidas governamentais tomadas em função da crise e para controle dos gastos públicos, bem como a questão da corrupção na petrobras, veio a público em cadeia nacional falar sobre tudo,  a estratégia de falar “diretamente” às mulheres e por tabela aos homens pode ter bons efeitos, afinal as mulheres em geral tem um tino gerencial natural e sabem bem que por em ordem as coisas exige sacrifícios… . Pediu confiança e paciência e declarou que não haverá perdas das conquistas em especial das classes trabalhadoras e média, nem prejuízo aos programas sociais, que a crise é temporária, resultado da conjuntura internacional pós 2008, e será sanada com os primeiros resultados visíveis ainda esse ano e que as medidas apesar de duras são e serão suportáveis a todos.

Aproveitou para sugerir que busquem dados para entender o que acontece e de forma “polida” deu a entender que a grande imprensa orquestra um processo de desinformação com interesses desestabilizadores, anunciou  também a sanção do feminicidio como crime hediondo

Bom, é esperar para ver a reação geral…, particularmente gostei do tom.

Leia o discurso na íntegra na Folha de SP :

 http://www1.folha.uol.com.br/poder/2015/03/1599999-leia-a-integra-do-discurso-de-dilma-no-dia-internacional-da-mulher.shtml


Deixe um comentário

Adeus Marina !

adeus-marina

Todos sabemos que a pressão é grande, os compromissos e as alianças firmados vão para além do campo moral,  também para pontos pragmáticos, há que se considerar ainda que em questões de consciência cada um tem seus motivos.

Por outro lado,  a relação passional de Marina com o PT, tal qual toda separação motivada por preterimentos, traições, incompatibilidades, etc…;  gerou mágoas pessoais, orgulhos feridos, dificuldades de interação, desejo de ver o outro “se dar mal”, “provar valor”, enfim… coisas que podem suceder a qualquer um, e não raro provocando também atos “pouco racionais”,  não estou me referindo apenas pelo lado de Marina mas também do PT.

A “solução” de  sair de “consciência limpa” pelo fato de Aécio ter se “comprometido” com pontos programáticos colocados com condição, “justificando” o seu apoio, parece ser mesmo apenas mais uma forma de tentar atingir o PT  “dando um gás” à campanha de Aécio, penso que nem ela mesma acredita que tais compromissos seriam cumpridos em caso de vitória, simplesmente por em nada baterem com as práticas e mentalidade PSDBistas… .

Portanto a decisão de Marina em apoiar Aécio no segundo turno é o “tudo ou nada” dela, terá alguma sobrevida caso Aécio ganhe, mas já perdeu a legitimidade para ser “terceira via” nas próximas eleições, posso arriscar que com esse simples ato perdeu pelo menos 50% de sua densidade eleitoral, mesmo com o PT apeando do governo, o partido continuará sendo grande força política e não será agora que acabará a polarização com o PSDB, sua única chance futura (para a presidência) seria se tornar a candidata do PSDB ou por ele apoiada desde o primeiro turno em 2018 (política é caixinha de surpresas mas convenhamos isso é bem improvável…), portanto, mesmo que o PSDB ganhe, no longo prazo Marina perde ( tal qual ex-esposas magoadas,  seu único gosto será ver o ex-amado prejudicado, mesmo que isso não lhe ajude em nada, muito pelo contrário)

Agora alterando o cenário com vitória de Dilma,  nesse caso  Marina vai junto com Aécio para o semi-ostracismo…, uma vez que  Minas já “se livrou” dele, retomar o poder lá será complicado (ainda mais em um cenário com o novo governo mineiro do PT alinhado com um governo federal idem), por sua vez, todos sabem a guerra que ocorre dentro do PSDB todas a vezes que tem que escolher candidato à presidência, essa foi a chance de Aécio, se perder agora  e já tendo perdido o governo de Minas… “já era” para ele, e tendo  Marina perdido a “independência”, acaba também o grande trunfo que  a sustentou nas suas duas campanhas.

É certo que se boa parte de seus eleitores optará por Aécio no segundo turno, outra grande parte não a seguirá (eu inclusive), não apenas no segundo turno, como também em outra eventual candidatura à presidencial.

Outro sinal forte é que a amiga e apoiadora Neca Setúbal (isso mesmo, a herdeira do Itaú, de quem tanto injustamente falaram), já havia anunciado logo após o primeiro turno, que  se retirava completamente da campanha presidencial, voltando a se dedicar à Educação (seu real e principal campo de atuação), ou seja, não acompanha Marina no segundo turno, para bom entendedor… .

Se o caro leitor ou leitora  sabe do que se trata a tal “relação perde-perde” já deve ter percebido que seja qual for o resultado, para Marina é o que sucederá.

Adeus Marina !