Blog do Juarez

Um espaço SELF-MEDIA


Deixe um comentário

A volta dos mortos-vivos…

mortos-vivos-orelhões

Outro dia mesmo ao cruzar com orelhão da minha rua, imaginei, “como são as coisas…, a tecnologia celular acabou com os telefones residenciais fixos, com os orelhões então…, será que alguém ainda usa isso ?, nem os vândalos chegam mais perto dos orelhões”, e eis que uma novidade pode muito provavelmente irá, ressuscitar  o uso dos velhos orelhões…

http://acritica.uol.com.br/noticias/Ligacao-orelhoes-Oi-gratuita-Anatel_0_1339666031.html

 


2 Comentários

Projeto “Universidade Rural” a distância do Amazonas, efetivando-se.

EAD-RURALA UEA – Universidade do Amazonas, em parceria com a SEDUC (Secretaria Estadual de Educação), inicia em 2014 a oferta de cursos  de graduação a distância, para comunidades ribeirinhas/rurais do interior do estado, aproveitando a estrutura do Centro de Mídias da SEDUC já utilizada em cursos de ensino fundamental e médio na modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA) através da metodologia de ensino mediado por tecnologia (ou EAD – Educação a Distância, como é genericamente conhecido).

A atual estrutura do centro de mídias, já consegue atingir cerca de 2.500 comunidades rurais do Amazonas e deve atingir 3.000 em 2014.

Os cursos a serem oferecidos estão estreitamente relacionados com as “vocações” e eixos econômicos das regiões a se atingir, psicultura/pesca, agrotecnologia e outros relacionados ao desenvolvimento auto-sustentável.

A proposta do projeto é de autoria do Deputado Tony Medeiros (PSL), feita em 2012 e agora muito próxima de se efetivar.

Mais uma “bola dentro” do nosso estimado artista e político parintinense…

Com o Deputado Tony Medeiros

Com o Deputado Tony Medeiros

BlogdoJuarez


Deixe um comentário

Impressão 3D a “bola tecnológica” da vez

Um modelo de impressora 3D

Um modelo de impressora 3D

Para quem ainda não ouviu falar, impressão 3D é nada mais nada menos que materializar coisas (objetos, ferramentas, peças, etc…) a partir de um projeto feito por computador. Ao contrário do que possa parecer, isso não é “coisa do futuro”,  já está acontecendo na prática e de forma acessível (tecnologia disponível no mercado e com relativo baixo custo) para empresas e pessoas físicas, empresas utilizam  em geral para prototipar produtos de forma rápida e a baixo custo, pessoas físicas tem dado várias utilidades a tecnologia.

Agora falando de futuro (e não muito distante), em breve a tecnologia poderá estar massificada e as pessoas poderão comprar coisas pela INTERNET e imprimi-las 3D em casa, isso vale para roupas, calçados, utensílios domésticos, enfim…, qualquer coisa que possa ser projetada por computador e as impressoras 3D consigam materializar, o tamanho vai depender da impressora obviamente, o nível de complexidade do item impresso idem, mas para se ter uma ideia, um grupo norte-americano de apoio ao armamento para auto-defesa, imprimiu e testou com sucesso uma PISTOLA funcional ( com 15 peças plásticas e uma metálica [a agulha], a que chamaram de Liberator), e pretendem distribuir o projeto livremente pela web…, ou seja, a construção de armas “artesanais” que antes se restringia basicamente aos “galerosos” das nossas periferias, em breve poderá ser uma realidade bem mais ampliada… (e dá para imaginar as implicações disso).

Pistola impressa em 3D

Pistola impressa em 3D

Bicicleta 3D

Bicicleta 3D

Vestido impresso em 3D

Vestido impresso em 3D

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Esperamos que as boas aplicações da impressão 3D compensem o efeito das possíveis má aplicações.


Deixe um comentário

TELEMEDICINA E TELESSAÚDE

telemedicina

De forma análoga à EAD (Educação a Distância),  a Telemedicina é o uso das modernas tecnologias da informação e telecomunicações (TICs) para o fornecimento de informação e atenção médica à pacientes localizados a distância.

A definição da OMS é mais completa : “Telemedicina/Telessaúde é oferta de serviços ligados aos cuidados com a saúde, nos casos em que a distância é um fator crítico, ampliando a assistência e também a cobertura. Tais serviços são fornecidos por profissionais da área da saúde, usando tecnologias de informação e de comunicação para o intercâmbio de informações válidas para promoção, proteção, redução do risco da doença e outros agravos e recuperação. Além de possibilitar uma educação contínuada em saúde de profissionais, cuidadores e pessoas, assim como, facilitar pesquisas, avaliações e gestão da saúde. Sempre no interesse de melhorar o bem estar e a saúde das pessoas e de suas comunidades.” (Adaptado da Organização Mundial de Saúde – OMS (1997) ).

Esse avanço das TICs permite por exemplo que especialistas possam fazer com apoio de equipes formadas por generalistas e/ou pessoal de apoio em locais remotos, atendimentos sem a necessidade de deslocamento ou residência no mesmo local do atendido, a telemedicina é utilizada (com os equipamentos adequados) inclusive em cirurgias… .

Esse post é curto, mas diante do contexto atual em que as autoridades tentam resolver o problema crônico de falta de médicos no interior e regiões mais remotas do país (caso clássico do interior do Amazonas e estados vizinhos), a Telemediciana é parte da solução…, a ideia não é nova e na realidade já vem até sendo posta em prática (vide link ao final do texto) e  deveria ser vista com maior atenção,  já que assim como o caso da Educação interiorizada por meio da EAD, pode também dar bons frutos.

Maiores informações sobre o tema :

Cirurgia Robótica

KINECT é hackeado para cirurgia a distância

Amazonas quer consultas a distância em todo interior – Folha de SP

Plataforma Medigraf permite consultas a distância- Video Youtube (Portugal)

O que é Telemedicina

Conselho Brasileiro de Telemedicina e Saúde


Deixe um comentário

E dá-lhe Android ! (de novo :-) )

Como dizemos aqui no norte “Agora deu !, é ´queda´ para a Microsoft e Apple”   :-),  o sistema operacional da Google continua propiciando novas formas de democratizar o acesso à computação móvel e também à “fixa” (ao contrário de outros sistemas proprietários que cada vez mais “elitizam”  e encarecem tal acesso), só para se ter uma ideia, hoje já é possível com R$ 200,00 comprar um SmartPhone “Xing ling” com duplo chip e equipado com um sistema que lhe dá funcionalidades (pelo menos em nível de software) que em nada ficam a dever  aos caríssimos iPhones, mas a “novidade” tecnológica que relato agora (e que já está entre nós) fará sem dúvidas uma revolução, agora além do nosso Smartphone ou Tablet a nossa TV também pode ter o Android .

Pouco tempo atrás falei aqui no blog sobre a “Guerra dos tablets”, em que a Zona Franca de Manaus (ZFM) temia que a liberação  da fabricação de tablets em outros locais do Brasil, simplesmente inviabilizasse o nosso pólo de produção de TVs (praticamente exclusividade da ZFM);  o que se imaginava então era a possibilidade de fabricação de “Tablets gigantes” com função TV que pudessem ser literalmente pendurados na parede e assim majoritariamente utilizados (pelo custo menor e  maior funcionalidade isso seria o fim da produção vantajosa de TVs na ZFM).

Hoje checando o Twitter vi uma oferta de um site de compras coletivas muito interessante (por sinal esgotada), o INTERNET BOX,  que é basicamente um equipamento de relativo baixo custo e “powered”com Android 2.3,  mas que  no sentido contrário do “pesadelo da ZFM”,  “transforma”  qualquer TV em um  “Tablet gigante” .

Ligar um computador na TV não é nenhuma novidade, mas o INTERNET BOX (lançado no Brasil pela Multilaser) vai além disso, é a TV que passa a se comportar como um computador controlado por controle/teclado/mouse wireless (conhecido por skymouse ou airmouse) ou  mesmo USB e isso por pouco menos de R$ 500,00 (de acordo com a oferta de 40% off), mesmo que o preço fosse o dobro (mais ou menos o valor de um netbook ou tablet popular) ainda seria muitíssimo compensador, imagine navegar na web com acesso via WiFI ou cabo de rede  acessando  qualquer site e as redes sociais, rodar aplicativos (incluindo os de suítes office),  fazer downloads, assistir filmes em HD ou centenas de  canais de TV online, gerenciar arquivos em cartões de memória/pendrives etc, tudo isso em um telão de 42 ” ou mais (que provavelmente você já tem em casa) e confortavelmente sentado no seu sofá ou da sua cama…; para quem ainda não “captou” o impacto da “novidade”, isso significa praticamente o fim do uso dos “desktops domésticos” (talvez o que ainda  impeça/reduza essa possibilidade seja além de algumas limitações de hardware como baixa memória e processador “leve”, alguns aplicativos consagrados que ainda não rodam ou tenham similares para Android…, no meu caso um exemplo seria o Microsoft Flight Simulator)  e de quebra ainda dá uma boa detonada no mercado de TV a cabo…;  se alguém tinha dúvidas que a Google poderia “dominar o mundo”,  pode começar a ter certeza , daqui a pouco tempo poderemos ter efetivamente (e com baixo custo) todos os dispositivos eletro/eletrônicos de casa plugados na grande rede via Android…, já dá até um certo arrepio em pensar no poder global de quem controlar a Google…, mas enquanto isso vamos aproveitar.

Detalhes técnicos do INTERNET BOX :

  • ARM CORTEX A9, 800MHz.
  • Memória RAM de 512MB.
  • Memória flash de 4GB.
  • Sistema operacional Android 2.3.
  • Acesso à Internet sem fio.
  • Interface Ethernet RJ45 10/100M.
  • Suporte a reprodução de vídeo 1080p.
  • Saída de vídeo HDMI, (conectar à entrada HDTV para reprodução de vídeo em formato HD).
  • Interface USB.
  • Compatível com HDD portátil.
  • Compatível com gadgets de clima, calendário e relógio na área de trabalho.
  • Compatível com mouse USB e funcionamento de teclado.
  • Com controle remoto de movimento sem fio 2.4G (também chamado de air mouse ou sky mouse).
  • Com flash player 10.3.
  • Leitor de música.
  • Leitor de imagens, entre outras formas de entretenimento.
  • Leitor para cartão SD.
  • Instalador App para instalação de aplicativos a partir de cartão USB/SD.
  • Compatível com os formatos de vídeo: DAT/MPEG/MPE/MPG/M2V/ISO/TS/VOB/AVI/MKV/MP4/ MOV/3GP/3GPP/ FLC/
  • AVI/W MA/TS/M2TS/M3TS/M4TS/M5TS/MTS/M4V/FLV/3G2.
  • Compatível com os formatos de áudio: MP3/WMA/WAV/OGG/OGA/FLAC/ALAC/APE/AAC/M4A/AC-3/DTS/RM.
  • Motion Mouse com Teclado Qwerty (2,4GHz).
  • Teclas de Atalho.


2 Comentários

Nova máquina na área… :-)

Meu  já não tão bom e velho notebook  de 4 anos “pediu aposentadoria” 🙂 , após vários “paus” e reinstalações de sistema e softwares, já não dá mais para contar diária e eficientemente com o mesmo, pois além da tela quebrada na dobradiça, do HD 50% “bichado”, o mesmo só liga “quando quer”… ; trocar o HD e  a tela não compensa na relação custo-benefício e tecnológicamente a obsolescência geral já está bem instalada .

Isso posto, não teve outro  jeito… , estou encerrando o ano velho e começando o ano novo com  máquina nova na área :-), só que optei por um desktop ao invés de um notebook , os motivos podem servir de baliza para outras pessoas que estão em situação parecida :

1- Majoritariamente eu vinha usando o notebook em base fixa no escritório de casa (uma dock station com teclado desktop wireless e mouse idem),  sendo que para tal tipo de uso melhor mesmo é o desktop (que pode por exemplo ter uma tela bem maior entre outras coisas).

2- Hoje a  tendência para computação móvel é a dos tablets, investir em um notebook ou netbook já não é tão interessante, ficar só no tablet também ainda não dá… e comprar desktop e tablet (que preste) ao mesmo tempo fica um tanto quanto “salgado”.

3- Pelo menos no meu caso ainda dá para aguentar um tempo sem tablet,  pois uso Smartphone com Android 2.3 (que faz tudo que um tablet equipado com o mesmo sistema faz…), a desvantagem está basicamente só no tamanho da tela… e não poder usar teclado externo.

A nova máquina escolhida é de um tipo de conceito relativamente recente no mercado de desktop (pelo menos fora do mundo mac ou dos “trambolhões” da década de 80/90 como o famoso CP-500), o ” ALL-IN-ONE” (tudo em um) , ou seja, sem gabinete  separado de CPU,  tudo está instalado em uma única peça (um grande monitor slim de tela plana) que se acompanha do teclado e mouse destacados (no meu caso resolvi continuar usando o excelente teclado Genius wireless e mouse antigos); apesar do uso desktop  tais máquinas tem “alma de notebook”, pois possuem processadores mais “leves” e de última geração especialmente projetados para computação móvel e menor consumo de energia , também tem menos memória que desktops convencionais, porém são perfeitamente compatíveis com as necessidades básicas de uso doméstico ou mesmo corporativo (navegação web / redes sociais, aplicações de suites office, execução de multimídia,  videoconferências do tipo Skype,  jogos “leves”, enfim…),  o preço é similar ao de um notebook de baixo custo (varia de R$ 1.200,00  a 1.800,00) eu optei pelo AOC EVO M2011 -20325U com a seguinte configuração:

Sistema Operacional : Windows 7 Starter Português
Processador : AMD E-350 (dois núcleos) Velocidade:1,6 GHz
Memória Cache L2:  1 MB
Chipset : AMD Hudson M1
Memória : 2 GB DDR3, Máxima: 4GB DDR3 (para Windows 7 Home e acima)
HD (disco rígido): SATA 3,5  de 500 GB, Gravador e leitor de DVD RW
Webcam: 1,3 Mpixels
Outros : Tela 20¨ LED widescreen, WI-FI 802.11 B/G/N (até 300 Mbps); LAN 10/100/1000 (gigabit); Conexão USB 6 Portas (4 no painel traseiro e 2 no painel lateral); Teclado ABNT2 104 teclas USB; Mouse Óptico USB; Microfone; Leitor de Cartões 3 em 1 (SD, MMC e MS); Saída p/ áudio externo e Entrada microfone externo.

 

Quanto a “aposentadoria”  do meu velho note, não será total… :-), vai ficar definitivamente integrado ao meu sistema de som em uma função que já estava cumprindo bem… VIDEOKÊ 🙂


Deixe um comentário

Spice, o Android que cabe no bolso (nos 2 sentidos)

Semana passada, aniversário de 14 anos da minha filhota, ao pensar em um presente que agradasse , imaginei que tinha que ser algo tecnológico,  digital…,  bem ao gosto dos adolecentes.

Netbook ?  já tinha dado no natal, Tablet ?, huum… “salgado” para o orçamento apertado…;  Eureka !!! um Smartphone…, para substituir o “celular pobrinho” (que normalmente se dá para as crianças, já que os  dispositivos são altamente passíveis de perda, quebra, roubo, sub-utilização, etc), como  se fosse um “símbolo de passagem” da pré-adolescência para a “adolescência junior” (a plena  é aos 15…) ,  perfeito !.

Decidido pelo “Smart”, permanecia a questão,  “Smarts de primeira” são em geral caros…, e as vulnerabilidades a que estão sujeitos nas mãos de adolescentes não são muito menores do que se estivessem nas mãos de crianças…, logo, optar por “fakes de smart” baratos e com bom visual seria uma primeira opção, algo bem “Xing Ling” tipo uns “Hiphones da vida” ; mas em um ambiente escolar/social de classe média/alta como o frequentado pela mocinha, ter uma coisinha dessas  pode ser até motivo de Bullying … :-), opção descartada.

Próxima opção,  “Smarts de marca”,  mas intermediários… (iPhone nessa caiu fora) , faz um tempinho que aderi aos Smartphones, tenho um Palm Treo 650 e um Palm Centro (hoje ‘engavetados” 🙂 depois que descobri o O.S Android ), não sou fã de aparelhos com Symbian, Windows Mobile , etc…, acho meio “fracos “; hoje meu Smart de uso é um “bom e velho”  Motorola Dext (com Mod para Android 2.1) ; pensei então em uma opção barata com Android, porém Androids  livres ou em planos-pré são todos caros certo ? , errado…

Pesquisando na web achei até uns  “xing lings” com Android, mas novamente descartei a opção, eis que surge o MOTOROLA SPICE (XT300Br) , um simpático aparelho ao estilo do Motorola Cubo (perfeito para o público teen e feminino) e  com um grande diferencial, o poderoso sistema operacional Android 2.1,  teclado qwerty físico retrátil e o principal…  1/3 do preço de um Android “TOP de linha” (R$ 1.800, 00), ou a metade do de um Android “mediano”  (que custa entre R$ 1.200, 00  a  1.500,00).

Com isso a filhota se tornou como o paizão uma “androidista juramentada e sacramentada” 🙂

Tá ai a foto do “bichinho”, a melhor opção para a entrada no mundo do “Smarts de ponta”  (espaço disputado por iPhones, Androids e Blackberries), tem Wi-Fi, Cam, Teclado físico retrátil, GPS, Redes Sociais, milhares de aplicativos disponíveis (a partir do Market), tudo isso controlado pelo Android 2.1.