Blog do Juarez

Um espaço SELF-MEDIA


Deixe um comentário

Em matéria do Portal Amazônia…

portalamazonia-juarez-consciencia-negra

Deu hoje no Portal Amazônia, destaquei minha parte na imagem acima,  a matéria completa com as falas de outros companheir@s e estudiosos em :http://portalamazonia.com/detalhe/noticia/a-importancia-do-dia-da-consciencia-negra-na-amazonia/?cHash=8a55720bfd34a873fb4584060a5f3b13

 


Deixe um comentário

Olavo de Carvalho: um filósofo para racistas e idiotas

burro-olavista

Nas “andanças” pela web hoje (feriado em Manaus, devido ao jogo da copa do mundo entre Suiça e Honduras, último da série de quatro jogos destinados para a arena Amazônia), me deparei com um excelente texto do Historiador Bertone Sousa em seu blog (o qual entra agora para o meu blogroll).  Raramente reproduzo integralmente ou dou link para artigos de opinião de outros aqui no blog, mas tem alguns textos que são tão bons e relevantes que dói na consciência, não pelo menos indicar a leitura…, e este aqui eu dou como recomendadíssimo :

http://bertonesousa.wordpress.com/2012/10/28/olavo-de-carvalho-um-filosofo-para-racistas-e-idiotas/

 


Deixe um comentário

O Bessa tá certo… (de novo)

marca_taquiprati2009

Logo do Blog referido

Apenas socializando mais um excelente texto do José Ribamar Bessa Feire, agora sobre recursos hídricos e sua malversação, ANA E OS LADRÕES DE ÁGUA : http://www.taquiprati.com.br/cronica.php?ident=1079


1 comentário

Blogosfera

blogosfera1Sexta-feira… \o/ !!! :-), vamos encerrando os posts da semana comentando dois episódios relacionados à blogosfera que marcaram os últimos dias.

O primeiro foi o passamento do Editor do ” Blog da Floresta” ,  Jornalista Orlando Farias, na terça (19); o blog profissional (ativo desde 2009) é uma referência noticiosa não apenas local mas para toda a região norte, e sendo profissional, não parou… assumiu interinamente a chefia editorial o jornalista Mário Dantas (sócio e co-fundador do blog junto com Orlando Farias e o Gerente de TI, Marcio Lopes), nossos sentimentos aos amigos, familiares e leitores do finado.

O segundo é a tumultuada visita da Blogueira Cubana Yoni Sánchez, ao Brasil;  mundialmente conhecida por sua oposição cibernética ao regime cubano, seu blog “Geração Y” (hospedado na europa)  tem mais de 12 milhões de acessos mensais (isso só na versão em espanhol, o blog é também traduzido por voluntários em dezenas de outras línguas), como em Cuba não é permitido ao cidadão comum ter INTERNET em casa, ela posta de cybers cafés, hotéis… e “as cegas” pois não é possível acessar o frontend do blog em Cuba, por conta de um bloqueio feito pelo regime.

 A blogueira recebeu vários prêmios internacionais, que lhe renderam uma boa grana (que obviamente ela não pode usar em Cuba…) , também não podia sair de lá…, agora pode sair e está em visita ao Brasil, o tumulto fica mais por conta do assédio da grande  mídia e de manifestações feitas por simpatizantes do regime cubano, que “acusam” a blogueira de “mercenária” e de ser agente/fantoche de forças “anti-cubanas e anti-socialistas”… (o que convenhamos, é um tipo de perseguição muito paradoxal, já que parte de esquerdistas brasileiros que “malham” a finada ditadura brazuca que “barbarizou e cerceou os seus dissidentes, mas apoiam uma outra ditadura ainda mais cerceadora… ), não tem muito mais o que dizer, está na mídia e com certeza foi o assunto da semana.  (será que um dia vou ter ao menos um milhãozinho de acessos ao mês ????, deveria…, afinal eu tenho “pinta de cubano” e também não sou “fã” de “los comandantes”   🙂 )

Bom fim de semana !


7 Comentários

Quase aniversário de uma nova agressão

“Atirei no que vi e acertei no que não vi”, completamente estarrecido com o que encontrei agora e por acaso.

Ao passar por um grupo no facebook, me deparei com uma situação que me fez buscar no google uma referência de problema passado, acabei encontrando um absurso ainda maior que o antigo e já quase esquecido problema…, leia o texto na imagem abaixo (um print de post no Blog do Simão Pessoa, publicado há quase um ano e que só agora tomei conhecimento) , após a imagem meus comentários.

Vamos lá :

1- Não  fui  nem parte no processo movido pelo Dr. Waldemir da Silva (não Valdemar como consta no texto, um velho conhecido, Advogado e também negro), para dizer a verdade nem sabia desse processo…, lembro apenas que na época do fato gerador da indignação geral em pessoas dos movimentos negros locais e a eles ligados (uma matéria deselegante no Jornal Correio Amazonense), o Waldemir disse que entraria com uma ação pessoal contra o jornalista e o jornal; nunca mais tive notícias sobre isso (até ler esse absurdo post), mas insana e desrespeitosamente eu fui o principal atacado nele; apenas para esclarecer sobre o começo dessa pendenga, segue  o comentário feito no jornal anos atrás:  dia 30 de agosto de 2005 , no “Correio Amazonense”   coluna “Boca do Inferno” do “Jornalista” Simão Pessoa.

“MELANINA”

“ESSA TURMA DE AFRO-DESCENDENTES QUE APORTOU EM MANAUS HÁ DEZ , DOZE ANOS, JÁ COMEÇOU A FAZER ECA”.  AGORA, ELES QUEREM MELAR O DIA DO CABOCLO, QUE ESTÁ SENDO DISCUTIDO NA CMM, COM  O ARGUMENTO SINGELO DE QUE SÓ EXISTEM TRÊS RAÇAS NO PAÍS: BRANCOS, NEGROS E ÍNDIOS.  O RESTO, SEGUNDO ELES, É PRODUTO DO FACISMO.
FACISMO?! PÔ VÃO SER RADICAIS (E DESINFORMADOS) ASSIM LÁ NA ÁFRICA.  EU SOU PARDO, MEU NEGO, E EXIJO O DIA DA CABOCADA! CHEGA DE HUMOR NEGRO!”“.

Para entender toda a questão envolvida seria necessário 3 posts, mas em síntese, o jornalista que não entende nada do assunto nem do que de fato estava se passando, “pegou o bonde andando” e mal orientado ou desorientado resolveu “dar pitaco errado” e de forma brusca e desnecessariamente ofensiva como visto acima; esse deselegante, ao qual em todas as minhas manifestações contrárias às suas idéias e publicações sempre tratei respeitosamente por Sr. (o que passo a dispensar), sem ataques pessoais, mas sim de forma firme contra seus posicionamentos (ora racistas, ora sexistas, ora regionalistas/bairristas, ora homofóbicos, mas sempre destemperados), há tempos o referido dá bem o tom de quem de fato é … (apesar dos amigos de longa data, o acharem um “cara legal”  apenas um tanto “escrachado e ferino”, tudo tem limite…, isso não dá o direito a ninguém de ser tosco , rude e  até criminoso com quem não ri e discorda de suas “gracinhas” e opiniões )

2- Não sei o que o Ronaldo Tiradentes foi fazer dentro de um processo por racismo (talvez por na época ser o representante legal pelo Jornal), de minha parte sempre mantive uma boa relação com ele, já me entrevistou em seu programa de rádio anos atrás, nos tratamos com cortesia nos “esbarramentos” eventuais, trocamos comentários via blog e somos até “amigos” no facebook, enfim, nenhum problema com ele, a “mentalidade racista” (involuntária e nem sempre percebida) é uma praga incutida por séculos de construção preconceituosa na cabeça de praticamente todos os brasileiros “brancos” (ou que se acham não-negros), muitas dessas pessoas tentam de boa-fé eliminá-la ou ao menos policiá-la (penso ser o caso do Ronaldo e  um monte de gente boa) mas infelizmente alguns de seus velhos camaradas carecem de uma “boca menos infernal”… .

3- A impunidade culturalmente arraigada que cerca o racismo (nem sempre tão velado)  brasileiro, em que há uma forte resistência e “dificuldade” em enxergar racismo, injúria racial ou intolerância por mais óbvia que ela seja…, faz com que os racistas dissimulados (que não conseguem resistir a expor sua real mentalidade nos detalhes de seus posicionamentos e nos momentos de contrariedade)  se sintam à vontade para cada vez mais avançarem em sua práticas nefastas; mas acredito na Justiça e sei que mais cedo ou mais tarde , a ” sorte” desses que se sentem “intocáveis”  acaba…, por falar nisso…, vamos “testar”  a sorte desse incorrigível agressor  (e agora é comigo…, bons Advogados habilitem-se, basta saber o conceito de  Injúria Racial ou Qualificada (Atribuição de qualidade negativa à determinada vítima que seja ofensiva à honra subjetiva e que esteja constituída de elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem ), conhecer  o Art. 140. §3º do CP , e conseguir sem muita dificuldade expor que a frase “ignorante afro-pretinho fascista e analfabeto da marca dele” entre outras como “o apedeuta afro-crioulinho entrou pela porta de serviço” contém absoluta e inescusavelmente  TODOS os elementos para a  configuração do crime, ah ! e é bom conhecer também sobre danos morais, pois obviamente, o abalo moral que sinto agora, enseja também processo civel…  ).

” É possível enganar a todos  por  algum tempo, alguns por muito tempo, mas não todos o tempo todo…” .


Deixe um comentário

“Liberdade de opinião” para quem ???

Depois de toda a reação ao texto  xenófobo/racista de Mazé Mourão ” O Haiti não é aqui”, como era de se esperar veio a tentativa de “se limpar com a opinião pública” e escapar das consequências, através de uma manjada tática muito utilizada pelos meta-racistas, apelar para a “liberdade de expressão/opinião” e tentar desviar o foco através do discurso ” eu fiz pelo bem geral de todos ou dos nossos”;   desculpas públicas e o reconhecimento do erro nem pensar… .

A tentativa que veio através da postagem “Liberdade de Opinião” (http://blogs.d24am.com/blogdamaze/2012/02/02/liberdade-de-opiniao/comment-page-1/#comment-998) parece no entanto não ter dado certo ( muito pelo contrário), 3 dias depois o baixíssimo número (tendo em vista o blog estar no portal de um jornal muito lido e o nível da polêmica no ar) de comentários “favoráveis” (grande parte de parentes e amigos), demonstra claramente o posicionamento da opinião pública… (além de indicar que toda a oposição está obviamente sendo censurada, pois ninguém é besta…), não adianta vir com a velha desculpa da “liberdade de expressão” (liberdade essa negada aos outros pela própria autora ao censurar os comentários alheios, eu mesmo tive dois comentários censurados, e o que publico aqui originário de comentário postado lá não espero que seja diferente).

Cabe lembrar que a “Liberdade de expressão/opinião” também tem limites, quando a “opinião” possui elementos que afrontem ou desconsiderem a lei (o que foi o caso na “opinião infeliz” em “o Haiti não é aqui”) o responsável deve estar preparado para enfrentar não apenas o repúdio das pessoas de bom senso, quanto os rigores da lei… .

Ah! um outro detalhe, não “perder a pose” é fundamental na retórica da jornalista, ao tentar puxar para si o pionerismo e o deflagramento da reflexão sobre a questão, o que é obviamente MENTIRA !;  antes de seu texto, outros “locais” menos evidenciados (e alguns mais…),  já haviam iniciado seus “ataques” contra os haitianos, o contra-ataque idem (basta ver aqui no blog mesmo os posts anteriores ao infeliz artigo de 26/01  da jornalista ), se houve algum “mérito” na ação da mesma foi incendiar e amplificar o debate da questão devido à sua inegável ampla visibilidade jornalística, e só.

Sorry, Sorry, Sorry ! , decididamente o assunto não acabou (e nem vai terminar em pizza e olvidamento…).