Blog do Juarez

Um espaço SELF-MEDIA


Deixe um comentário

É cada uma…; é pra rir, chorar ou chorar de rir ???

Quase 26 anos de ativismo e discussão temática (uns 15 na web), e vira e mexe me deparo com uns absurdos, que não sei se é para rir, para chorar, ou para chorar de rir… :-). Hoje tive um “papinho daqueles”, estava comentando em uma dessas  postagens dos outros que envolvia a temática racismo, quando surge na thread uma antiga conhecida do mundo real (com quem costumo ter virtualmente umas desavenças por conta das “coxinhisses” e reacionarismo histriônico), dizendo que na sua visão, o assunto não tinha nada a ver com “raça” ou racismo. Fui responder que na nossa sociedade se observar atentamente todo fato negativo envolvendo pessoas de cores distintas, tende a ter a cor como variável que influencia ou influenciou o quiprocó (ou boa parte dele…) .   A coisa virou uma “bola de neve” com ela negando e minimizando a questão racial e eu dando exemplos do reconhecimento internacional (pela ONU) e nacional (pelo estado brasileiro por meio de diversas instâncias, incluindo o governo federal) da estrutura racista e institucionalizada da sociedade brasileira ( já pensou ver alguém dizer que a ONU não tem credibilidade?, pois é… vivi para ver isso) , até a coisa ficar tensa.  A referência ao uso do termo “raça” vem de um comentário descabido um pouco antes do mostrado no fim da conversa, cujo print (com algumas intervenções, e o nome da interlocutora omitido pois estou discutindo a situação, não a pessoa…) ).

Segue abaixo… :

print-conversa-doida

E ai ? é para rir, para chorar, ou para chorar de rir… 🙂


Deixe um comentário

Novo Ministro da Educação e Desenvolvimento Humano de Moçambique

Com o Prof Dr.  Jorge Ferrão no VIII COPENE

Com o Prof Dr. Jorge Ferrão no VIII COPENE

Moçambique é um pais muito legal, onde morei e lecionei uma temporada e conheci também muita gente bacana, quando encontro Moçambicanos pelo mundo é como encontrar  velhos conhecidos “conterrâneos”, Dr Jorge Ferrão é um desses, já que temos vários conhecidos em comum ligados ao mundo da Educação lá e aqui, agora  com o novo governo tomando posse ele é o novo Ministro da Educação e Desenvolvimento Humano de Moçambique (houve modificação na estrutura dos ministérios e o Desenvolvimento Humano foi agregado ao  Educação (básica),   já a Educação Superior e  a Técnica/Tecnológica é atribuição do Ministro da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico Profissional, no Brasil também está para ficar assim…), quem conhece um pouco sobre Educação moçambicana, as peculiaridades de desenvolvimento e sobre a visão e atuação do Dr. Ferrão, sabe que devem haver bons avanços e muita  integração, o que é bom não apenas para o povo moçambicano, como para o africano em geral e também para as relações com a Educação brasileira e as questões e programas sociais, podem aguardar interessantes parcerias e estreitamento de relações entre os dois países nessas áreas. Parabéns Dr. Jorge Ferrão ! estamos na torcida.

Mais detalhes: http://www.verdade.co.mz/tema-de-fundo/35-themadefundo/51395-nyusi-nomeia-ministros-e-vice


3 Comentários

Enfim a vitória “final” das cotas, Pres. Dilma sanciona lei da reserva em universidades públicas.

Em cerimônia fechada à imprensa e com a presença dos Ministros da áreas envolvidas, a Pres. Dilma Sanciona a lei de cotas universitárias. Foto: Roberto Stuckert Filho / PR

Para a tristeza das elites reacionárias do país (boa parte das classes média alta  e  alta, e diga-se quase que virtualmente brancas…) cacifadas por donos de cursinhos pre-vestibulares, escolas particulares, revistas, jornais / TVs e políticos de “partidos anti-povão” que tentaram de todas as formas manter as vantagens de acesso e a tradicional hegemonia nas universidades públicas, agora é lei e regra oficial, só disporão livremente de metade das vagas da rede de ensino federal, a outra metade será ocupada por estudantes vindos obrigatoriamente da escola pública e com subcotas para estudantes de baixa renda e também para pretos, pardos e indígenas.

O Judiciário confirmou a constitucionalidade através do STF, o legislativo criou e aprovou a lei e ontem finalmente o executivo a sancionou, com o apoio da maioria do povo…, um verdadeiro pacto republicano em que entre outras coisas o ESTADO BRASILEIRO reafirma e efetiva  a desejável vocação para nação democrática, mais justa e solidária (conforme exposto no artigo 3º da Constituição Federal).

Depois de muitas idas e vindas e uma enorme polêmica, as cotas sociais e sócio-raciais se tornam uma política pública de inclusão abrangente e oficial.

Um dia para entrar para a História do país !

(Em tempo !,  em matéria curtíssima e discretíssima o Blog do Planalto deu a notícia, mas enfatizou apenas a cota social, sem qualquer menção as subcotas raciais…)

Mais detalhes: http://educacao.uol.com.br/noticias/2012/08/29/dilma-sanciona-lei-que-cria-cotas-em-universidades-federais.htm


Deixe um comentário

O "tsunâmi" nordestino

Impressionantes as imagens da destruição causada pelas chuvas e transbordamento de rios em Pernambuco e Alagoas, se assemelham muito a de regiões devastadas por tsunâmis.

Ao que me parece o governo federal está tratando a situação com muita seriedade e celeridade, as forças armadas, a força de segurança nacional e um comitê de gestão da crise estão mobilizados e empenhados não apenas no socorro imediato as vítimas, mas já visando também  a reconstrução da infraestrutura.

Coisas do nordeste…, quando não é a sêca é enchente…

A tragédia desta vez não foi no Ceará mas cabe a lembrança da famosa música  popularizada na voz de Luiz Gonzaga :

Súplica Cearense

Composição: Gordurinha e Nelinho

Oh! Deus, perdoe este pobre coitado
Que de joelhos rezou um bocado
Pedindo pra chuva cair sem parar

Oh! Deus, será que o senhor se zangou
E só por isso o sol arretirou
Fazendo cair toda a chuva que há

Senhor, eu pedi para o sol se esconder um tiquinho
Pedir pra chover, mas chover de mansinho
Pra ver se nascia uma planta no chão

Oh! Deus, se eu não rezei direito o Senhor me perdoe,
Eu acho que a culpa foi
Desse pobre que nem sabe fazer oração

Meu Deus, perdoe eu encher os meus olhos de água
E ter-lhe pedido cheinho de mágoa
Pro sol inclemente se arretirar

Desculpe eu pedir a toda hora pra chegar o inverno
Desculpe eu pedir para acabar com o inferno
Que sempre queimou o meu Ceará




Deixe um comentário

O "Inferno" dos DemoCRATAS…

Imagem "emprestada" do blog "Império Magnovolts" de quem ele emprestou não sei… 

Está na mídia…, a pior crise enfrentada pelo DEMOCRATAS desde  a "refundação"  do velho PFL e consequente troca de nome. 

Minha observação empírica (pessoal) da política partidária brasileira (assim como de toda a minha geração) não teve infância e praticamente não teve adolescência.

Durante meus primeiros 15 anos de vida só havia ARENA e MDB e cá para nós minha noção e interesse por política praticamente inexistia .

Só em 1979 é que foi restabelecido o pluri-partidarismo no Brasil, foi ai que comecei a "prestar  alguma atenção"  à política, a arena virou PDS , o MDB virou PMDB e outros partidos "apareceram" como PDT e PT…; minha mentalidade de filho de militar criado dentro do período dos governos militares, não nutria absolutamente nenhuma "simpatia pela esquerda"…,  mas eram os "dancin´n days" e não pensava muito em nada nesse período que não fossem "os embalos de todo sábado á noite", em 82 política virou "pensamento proibido" nos quatro anos de vida na caserna que se seguiram, as "diretas já eram apenas acompanhadas com "interesse morno" pela TV .

Minha "vida de milíco" acabou pouco depois os governos militares, e em pleno "plano cruzado" no Governo Sarney minha vida de universitário apolítico também chegava ao fim. Dois anos depois (em 88, centenário da Abolição) tomei consciência  e me iniciei no Movimento Negro, convivendo com pessoas engajadas partidariamente (PT e PC do B) e com história no movimento sindical, mas minha "coerência histórico-ideológica"  "me arrastou" (junto com um convite do famoso atleta "João do Pulo" , então deputado estadual em SP) para o PFL (que hoje virou o DEM…).

Fui "Pefelista" militante, membro de executiva municipal e de disputar eleição para vereador, naquele ano, tive a primeira noção real do que é a "política partidária", éramos oposição na cidade (reduto tradicional do MDB/PMDB) e tive uma das maiores surpresas da vida ao em uma reunião "estratégica e discreta" do partido  (em plena campanha eleitoral), ver entrar e sentar calmante na nossa mesa os nossos "inimigos" (pelo menos era o que eu pensava até então…) o prefeito e o ex-prefeito "Pemedebistas" da cidade (ninguém menos que o hoje nacionalmente conhecido Geraldo Alckmin, "estrela PSDBista" ) para "negociar  apoios materiais" aos candidatos do PFL que "pegassem leve" nos ataques contra a situação, nesse dia minha "inocência político-partidária foi para a UTI" ( não morreu…, mas se encontra por lá até hoje… ) .

Depois disso fui do PRN paulista na época da Campanha do Collor, ai mudei para o Amazonas e fiquei 15 anos sem qualquer filiação partidária, nas últimas eleições (2006) bateu uma "leseira"  e me filiei ao PL (hoje PR) fui a uma convenção e só… ; agora estou no PV e com intenção de atuar ativamente, pois hoje creio estar o partido "refundado" e pronto para assumir uma luta e postura compatível com os novos paradigmas ambientais e sociais  e  o  contexto político.

Mas vamos ao assunto título, dei  toda essa "volta"  e  contei minha "loooonga" história só para "dar peso" à  três declarações a seguir :

1- A gente faz muita besteira na vida…, mas sempre pode perceber um erro, se arrepender e melhorar…,  como diriam o antigos romanos  "Mea Culpa, Mea Maxima Culpa" …

2- Nunca vi um partido tão "canalha", hipócrita  e contrário à  justiça social  e aos verdadeiros interesses do povo brasileiro quanto o DEM…

3- BEM FEITO !!!, lugar de …  é no "Inferno"…