Blog do Juarez

Um espaço SELF-MEDIA


Deixe um comentário

É cada uma…; é pra rir, chorar ou chorar de rir ???

Quase 26 anos de ativismo e discussão temática (uns 15 na web), e vira e mexe me deparo com uns absurdos, que não sei se é para rir, para chorar, ou para chorar de rir… :-). Hoje tive um “papinho daqueles”, estava comentando em uma dessas  postagens dos outros que envolvia a temática racismo, quando surge na thread uma antiga conhecida do mundo real (com quem costumo ter virtualmente umas desavenças por conta das “coxinhisses” e reacionarismo histriônico), dizendo que na sua visão, o assunto não tinha nada a ver com “raça” ou racismo. Fui responder que na nossa sociedade se observar atentamente todo fato negativo envolvendo pessoas de cores distintas, tende a ter a cor como variável que influencia ou influenciou o quiprocó (ou boa parte dele…) .   A coisa virou uma “bola de neve” com ela negando e minimizando a questão racial e eu dando exemplos do reconhecimento internacional (pela ONU) e nacional (pelo estado brasileiro por meio de diversas instâncias, incluindo o governo federal) da estrutura racista e institucionalizada da sociedade brasileira ( já pensou ver alguém dizer que a ONU não tem credibilidade?, pois é… vivi para ver isso) , até a coisa ficar tensa.  A referência ao uso do termo “raça” vem de um comentário descabido um pouco antes do mostrado no fim da conversa, cujo print (com algumas intervenções, e o nome da interlocutora omitido pois estou discutindo a situação, não a pessoa…) ).

Segue abaixo… :

print-conversa-doida

E ai ? é para rir, para chorar, ou para chorar de rir… 🙂


Deixe um comentário

Anão é o escambau…

Anão-o-escambau

Antes de mais nada, cabe lembrar que a indignação não tem absolutamente nada a ver com o nanismo biológico ou qualquer interpretação como ofensa  ou estigmatização a partir do mesmo, nascer anão  é uma das  naturais possibilidades humanas e não cabe ai nenhum motivo para discriminação ou ofensa.

O que estou falando é da falta de respeito de um representante de um estado (Israel) o porta-voz do ministério das Relações Exteriores de Israel, Yigal Palmor,  para com um outro estado (Brasil), e o pior um estado “amigo”… (por enquanto), ao dizer que a medida de chamar o embaixador brasileiro em Tel Aviv (por conta das recentes atrocidades israelenses na faixa de Gaza)  “era uma demonstração lamentável de como o Brasil, um gigante econômico e cultural, continua a ser um anão diplomático”; se há “estados-nanicos” pela extensão territorial, pela  economia ou pela  influência internacional (não necessariamente sobrepostos, uma vez que temos países pequenos e riquíssimos, ou muito influentes internacionalmente, como a Suíça, o Vaticano e o próprio Israel…), o Brasil não se enquadra em nenhuma das possibilidades de “nanismo-estatal”, é gigante em tamanho, em economia e  em influência internacional, se não é um “gigante diplomático”  (para citar a fala do “Speaker”  israelense) caminha a passos largos para isso…, não é a toa que acabamos de sediar uma Copa da FIFA, sediaremos as próximas Olimpíadas, comandamos uma força de Paz da ONU (passo decisivo para a pleiteada cadeira permanente no Conselho de Segurança (CS) da ONU) e fazemos parte ombro a ombro de uma coalização econômica (BRICS) que reúne duas enormes superpotências mundiais (China e Rússia… não por coincidência membros permanentes do CS da ONU) e duas potências superestratégicas em Ásia e África (Índia e África do Sul), coalizão que mudará a face geopolítica do mundo, nem falemos em G8, e nas excelentes relações que o Brasil mantém com países ricos e pobres de todo o planeta… .

Israel com seu “terrorismo de estado” (não tem outro nome para as atrocidades em Gaza cometidas contra uma população civil, usando uma poderosa máquina de guerra de forma desproporcional e covarde),  já não gozava da simpatia do mundo árabe, agora ultrapassou total e inequivocamente os limites da “auto-defesa”  e já não angaria mais a simpatia mundial à exceção de alguns “sionistas convictos” e anti-islamitas em geral e é óbvio dos governos que mantém Israel como “ponta de lança” no oriente médio…, com mais essas atitudes arrogantes está perdendo e vai perder todo e qualquer apoio dos “amigos”  e ver os “neutros” tomarem partido contrário.

Vamos ver quem é  verdadeiramente o “anão diplomático”…  .

Ver matéria motivadora do post : http://g1.globo.com/mundo/noticia/2014/07/israel-lamenta-decisao-do-brasil-de-convocar-embaixador-em-tel-aviv.html


Deixe um comentário

21 de março – Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial

21-de-março

O Dia Internacional da Combate à Discriminação Racial é celebrado todo 21 de março (calendário da ONU), esse foi o dia do conhecido “Massacre de  Shaperville” no ano de 1960 em Joanesburgo, África do Sul, em que  20 mil manifestantes negros protestavam contra a lei do passe, que os obrigava a portar cartões de identificação, especificando os locais por onde eles podiam circular, quando se depararam com tropas do exército, mesmo sendo uma manifestação pacífica, o exército atirou sobre a multidão, matando 69 pessoas e ferindo outras 186.

Apesar de justa e significativa, a lembrança da data, ainda não se fixou fortemente entre a militância anti-racista brasileira, que prefere dar foco às datas nacionais como o dia do Índio e o dia da Consciência Negra. Uma outra data que além de “não decolar” entre a militância é “solenemente ignorada” (e por bom motivo) é o 03 de julho – Dia Nacional de Combate à Discriminação Racial, data que celebra a aprovação da lei n° 1.390, mais conhecida como lei Afonso Arinos, de 1951. A lei, proposta pelo jurista, político e escritor mineiro, constituiu como infração penal o preconceito por raça ou cor, ocorre que essa lei foi em verdade apenas “para inglês ver”, nunca foi de fato aplicada (a exceção de um caso e envolvendo judeus), é portanto uma “invenção” de quem está desconectado da real luta contra o racismo no Brasil, ao contrário da Lei Caó (LEI Nº 7.437, de 20 de dezembro de 1985), que ampliou o conceito da criminalização, o colocou na Constituição e já foi aplicada muitas vezes, essa sim uma lei efetiva.


Deixe um comentário

Rio +20, mais uma “comida de mosca” no texto final…

Como já era esperado pela maioria dos que tem acompanhado a questão, o texto final aprovado pelos 193 paises participantes da  Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável (Rio +20) foi bem menos ambicioso do que poderia ser ; apesar disso teve uma inovação, inclui em um de seus parágrafos (por iniciativa da SEPPIR – Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial  da Presidência da República,  e acolhimento dos negociadores da diplomacia brasileira) menção à questão das violações de Direitos Humanos de diversos recortes (ex. o racismo ambiental) .

O texto diz :  “We reaffirm the importance of the Universal Declaration of Human Rights, as well as other international instruments relating to human rights an international law. We emphasize the responsibilities of all states, in conformity with the Charter, to respect human rights and fundamental freedoms for all, without distinction of any kind to race, colour, sex, language or religion, political or other opinion, national or social origin, property, birth or other status”.

Tradução: “Reafirmamos a importância da Declaração Universal dos Direitos Humanos, bem como outros instrumentos internacionais relativos aos direitos humanos um direito internacional. Destacamos as responsabilidades de todos os Estados, em conformidade com a Carta, a respeitar os direitos humanos e liberdades fundamentais para todos, sem distinção de qualquer tipo de raça, cor, sexo, língua ou religião, opinião política ou de outra natureza, origem nacional ou social, posição econômica, nascimento ou outra “.

E é ai que está o VACILO (popular “comida de mosca”), o texto seguindo uma tendência formalista (aquela que  ” iguala” formalmente a todos, a exemplo do art. 5º e parte do art. 3º da nossa CF) pode complicar o entendimento de que MATERIALMENTE tal igualdade não existe ou nem sempre está equalizada, necessitando portanto as vezes de uma DESIGUALAÇÃO DE TRATAMENTO (que é diferente de distinção, mas normalmente confundida)  quando essa se fizer necessária para fins AFIRMATIVOS.

Logo após toda a polêmica e esforços envolvidos nas questões do Estatuto da Igualdade Racial e das cotas universitárias, um detalhe importante desses não poderia ter passado desapercebido, pois todos sabemos como é que os META-RACISTAS (principalmente os ambientais e ligados ao agronegócio) costumam manipular tal tipo de disposição legal, para no sentido inverso da intenção do legislador, tentar bloquear ou anular o direito das populações e recortes sociais tradicionalmente prejudicados, em ter instrumentos que impeçam o seu vilipêndio pelos grupos tradicionalmente sócio-econômicamente  hegemônicos.


2 Comentários

Terremoto no Caribe mata e fere brasileiros no Haiti

Mapa da região do Caribe

Confirmado, o terremoto de 7.3 graus na escala Richter, que atingiu a região leste do Caribe, mas principalmente o Haiti ontem (12/01) no final da tarde, causou muita destruição e muitas vítimas, incluindo 11 militares brasileiros mortos, 9 feridos internados e há desaparecidos; além deles há, outros brasileiros civis como a conhecida Médica Zilda Arns que já teve a morte confirmada e o número dois da representação da ONU no Haiti, Luiz Carlos da Costa, desaparecido.

O dirigente da ONU no país o tunisiano Hédi Annabi, estava junto com Luiz Carlos Costa em uma reunião na sede da Minustah, quando o prédio desabou, estando também desaparecido, outros funcionários da ONU também estão confirmadamente mortos ou  constam como desaparecidos.

A missão da ONU no Haiti, além dos militares das forças armadas conta com policiais militares brasileiros na UNPOL (Polícia da ONU) , no momento há dois PMs brasileiros em missão, um deles é o capitão PM amazonense Algenor Filho, que já fez contato dizendo que ambos estão bem.

O governo brasileiro, está tomando as providências para trazer os corpos e enviar ajuda humanitária, um avião com autoridades como os ministros da defesa e o das relações exteriores entre outros partiu hoje.

O número de mortos na tragédia pode superar  os 100 mil .


Deixe um comentário

COP-15, para não dizer que não falei de flores…

Foto "Flores Mortas" por Karina Perussi

Foto:  "Flores Mortas" por Karina Perussi

Não quis fazer nenhum comment antes da conferência sobre mudanças climáticas da ONU  terminar, primeiro porque havia grande indefinição no que realmente poderia ser acertado, depois por não estar muito confiante que de fato um acordo justo e efetivo seria alcançado dentro do encontro.

Como diriam os antigos… ," Batata ! " , EUA e China decepcionaram…, enquanto os emergentes deram um show de sanidade, os maiores poluidores do planeta deram um show de irracionalidade…;  será que não enxergam que com a relutância em "por o pé no freio do seu desenvolvimento"  reduzindo a emissão de poluentes, estarão "desenvolvendo para nada"  pois o mundo como conhecemos desaparecerá ? .

Sem alarmismo, mas a questão é séria…, não se trata de "febre ecológica", campanha "salvem as baleias"  ou  "viva a mata e as flores…" , o aquecimento global pode mudar tudo no planeta em muito pouco tempo.

Talvez as superpotências saibam de algo que as outras nações não saibam…, talvez estejam desenvolvendo em segredo uma supertecnologia que permitirá reduzir drasticamente as emissões…( mas que só estará disponível daqui ha alguns anos ) e com isso queiram "ganhar tempo" sem contudo comprometer sua liderança econômica…; ou talvez saibam que "não há muito mais o que fazer "  e ficam "jogando duro" só para dar a impressão que acreditam em um  "longo futuro" só para não gerar o pânico e o caos imediato no mundo (afinal "2012" está ai mesmo… 🙂 ) ;  o que fica difícil de imaginar é que eles "não estão dando bola" para o que vem por ai… não dá para "liderar o mundo" sem mundo… .