Blog do Juarez

Um espaço SELF-MEDIA


3 Comentários

Data histórica na Justiça amazonense

Foto: Mario Oliveira

Tomou posse anteontem (08 de abril), no cargo de Desembargador do Tribunal de Justiça do Amazonas, o Magistrado Sabino da Silva Marques .

Em muito prestigiada sessão de posse, o novo Desembargador assumiu o cargo.

Enquanto um dos 5 juizes de 1º grau mais antigos da  capital,  nos anos recentes concorreu 3 vezes consecutivas as vagas ocupadas pelo critério de mérito (houve uma  quarta vaga  ocupada pelo critério de antiguidade), em  2009  se tornando o Juiz mais antigo da capital ascendeu agora  ao cargo pelo critério de antiguidade, ocupando a vaga deixada com a aposentadoria compulsória do Desembargador Jovaldo Aguiar.

O Desembargador chega ao topo da carreira de magistrado dentro do TJAM,  aos 64 anos de idade e após 29 anos de exercício da magistratura.

Tanto nos discursos dos oradores que tiveram a palavra na sessão, quanto no do próprio novel desembargador, foram lembradas a origem humilde e a história de  vida cheia de  dificuldades  e  superação; os outros oradores fizeram questão de enfatizar também a competência e seriedade com que o agora Desembargador  conduziu sua carreira.

O detalhe histórico referido no título, deve-se ao fato do Desembargador ser o primeiro afrodescendente obvio e assumido a atingir o cargo no TJAM,  fato lembrado apenas sutilmente pelo mesmo (em acordo com o seu temperamento discreto) ao falando da origem familiar citar a família Berredo, da qual descende em parte e outras famílias negras  localmente conhecidas e oriundas da ilha de Barbados (ex-colônia inglesa), na época da  forte presença inglesa na região por conta do fausto da borracha, vindos para trabalhar nas construções contemporâneas do teatro Amazonas e da estrada de ferro Madeira-Mamoré no Acre;  nas demais manifestações do dia (inclusive imprensa) o detalhe foi solenemente ignorado.

Em anos anteriores o então Juiz Dr. Sabino, foi agraciado com a medalha "orgulho negro" reconhecimento simbólico de um dos  movimentos de negritude locais, pela sua contribuição para o reforço da imagem positiva e referencial para a juventude afrodescendente; recebeu também junto com outras personalidades locais em 2008, a placa "Consciência Negra: destaque na sociedade amazonense" concedida pela Faculdades Martha Falcão .

Parabéns ao Desembargador, família, Tribunal e sociedade em geral, o "terceiro gigante" (expressão utilizada em seu discurso para se referir ao judiciário) , está mais diverso, justo e renovado.

Nos fizemos presentes para prestigiar e cumprimentar o Desembargador.