Blog do Juarez

Um espaço SELF-MEDIA


1 comentário

“Bandido bom é bandido morto” e suas consequências.

Não é a primeira vez que trato do assunto. Correndo o risco de ser lido como “inoportuno”, “desrespeitoso”, “não solidário” é até “cruel”, já inicio lamentando o ocorrido e pedindo desculpas em avanço à quem assim entender, inclusive à amigos e família da vítima. É que certas coisas são melhores entendidas na comoção e nos momentos extremos, e é esse o caso.

Tempos atrás, os formandos de um Colégio Militar da PM em Manaus prestaram homenagem ao “mito” das classes militar e policial, classes em que igualmente boa parte da população de baixa instrução ou mesmo das endinheiradas, grassa o metafascismo e a ideia infeliz de “Bandido bom é bandido morto”. Que ironia, agora um dos muitos estudantes desses colégios perdeu a vida por conta dessa ideia estúpida de justiciamento, tempos atrás dois policiais a paisana da cidade passaram pelo mesmo.

O grande problema dessa ideia estúpida e do rechaço aos Direitos Humanos, é que se estimula uma polícia violenta no geral, mas não apenas, também a uma população “de bem” adepta do justiciamento sumário. Até esse ponto tem gente aplaudindo e dizendo que “é isso ai mesmo, tem que descer a lenha, se morrer é um bandido a menos”, porém muda quando o “justiceiro” descobre (em geral do pior modo) que ele próprio e seus entes queridos também podem de um minuto para o outro serem tratados da forma que tão imbecilmente defendem, principalmente se são “periféricos”, pretos e pardos e/ou visivelmente pobres.

Eventualmente algum branco com pinta de remediado/rico pode até se tornar “suspeito”, mas a esses sempre assiste o benefício da dúvida, estatisticamente a chance de “ser confundido” e de morrer violentamente nas mãos, pés, paus, pedras e balas de uns ou outros é 200% maior para os de outros perfis, ou seja, se não notou há chances de você ter um enorme alvo nas costas … .

É o ponto de “não se enxergar”, achar que não é negro, ou que é claro, remediado, “de bem” ou “temente a Deus” o bastante para não ser confundido…, uma ilusão que atinge muita gente, principalmente os que julgam que a sua virtuosidade é refletida por um paletó, uma bíblia debaixo do braço, um uniforme militar, um carro bom… que uma hora ou outra não estarão envergando… .

Finalizando, se você é destes que defendem “linha dura” e “detesta direitos humanos”, mude enquanto é tempo e ajude a enfraquecer essa situação que coloca você e os seus em constante risco, compartilhe com quem você sabe que pensa assim, se não é destes compartilhe também, uma hora chega em alguém que precisa refletir e mudar.

Anúncios


Deixe um comentário

Ordem da PM determina revista em pessoas “da cor parda e negra” em bairro nobre de Campinas (SP)

preconceito-é-crime

Ordem da PM determina revista em pessoas “da cor parda e negra” em bairro nobre de Campinas (SP)

documento-racista

Reprodução do documento publicado nesta quarta-feira 23 pelo jornal Diário de São Paulo

Para falar a verdade essa é uma ordem não escrita desde sempre…, pessoas negras sempre foram automaticamente consideradas suspeitas mesmo sem os indivíduos observados terem dado qualquer motivo real para isso (basta a cor); seguida não apenas pela Polícia, mas por seguranças de shopping, supermercado, etc…, a grande novidade é que a tradicional desfaçatez dessa vez caiu por terra e a ordem foi parar no papel com todas as letras, timbre, carimbo e assinatura…, duvido que se os suspeitos de estarem aprontando na área fossem brancos a ordem iria dizer “principalmente brancos de 18 a 25 anos” , seria simplesmente ” jovens de 18 a 25 anos em grupos de 3 ou mais” (o que não retiraria a tradicional preferência pela abordagens a jovens negros, mesmo que os bandidos procurados fossem brancos…), podem tentar fazer mil malabarismos para dizer que não tem racismo embutido na questão, mas nessa não tem “desculpa que cole”…

Leia mais em: http://noticias.bol.uol.com.br/brasil/2013/01/23/ordem-da-pm-determina-revista-em-pessoas-da-cor-parda-e-negra-em-bairro-nobre-de-campinas-sp.jhtm


Deixe um comentário

‘Ele foi agredido porque era negro’

Comecinho de ano tumultuado…, após um post falando sobre uma boa notícia nas relações étnico-raciais brasileiras (Ação afirmativa da UFBA  formando primeiros estudantes de Medicina ) já ia tentar mudar de assunto, mas como estou dizendo a alguns posts não dá nem tempo…, mais uma e “para variar” bem negativa (ô joguinho difícil esse contra o racismo)  :

Carta Capital

Sociedade

 

Clara Roman

PM agride estudante

09.01.2012 17:11

‘Ele foi agredido porque era negro’

Um estudante da Universidade de São Paulo foi agredido por um Policial Militar sem identificação, segundo testemunhas que gravaram um vídeo que circula na internet nesta segunda-feira 9. O vídeo foi gravado no espaço de vivência do Diretório Central dos Estudantes (DCE), fechado para reformas desde 2005 e utilizado por alunos.

Momento em que policial agride estudante. Foto: reprodução de vídeo/YouTube

No vídeo, o policial, depois de arrastar o estudante pelo espaço, aponta a arma para ele. Segundo depoimento de estudante, a Guarda Universitária chegou para lacrar o local. Os alunos que estavam no espaço questionaram a Guarda. Pouco depois, dois membros da Polícia Militar chegaram ao local para lacrá-lo. Alunos realizaram e tentaram negociar com um sargento sem identificação. Eles divergiram sobre a necessidade de se fechar o espaço. A conversa parecia pacífica até que um rapaz negro resolveu entrar na discussão. No vídeo, não é possível ouvir o que ele disse, mas a reação do policial é clara. O vídeo mostra o PM questionado se o rapaz era, de fato, estudante da universidade. A abordagem foi feita a tapas, que podem ser ouvidos na gravação. O estudante foi identificado como Nicolas Menezes  Barreto, aluno do curso de Ciências da Natureza, da Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH).

“O policial agarrou pelo colarinho do garoto, o arrastou e quando viu que ele tinha carteirinha, saiu de perto, nervoso, e começou a falar no celular”, diz uma estudante que presenciou o episódio. Ela pediu para não ser identificada. “Foi claro que ele foi agredido porque era negro”, diz. “A atitude é absurda, mesmo se ele não fosse estudante da USP”.

Veja matéria na Íntegra em: http://www.cartacapital.com.br/sociedade/ele-foi-agredido-porque-era-negro/


Deixe um comentário

Chega de "coincidências"…

blind

Para “fechar” as reflexões pertinentes à semana do 13 de maio, vamos refrescar um poucoa a memória recente dos brasileiros, principalmente daqueles que não acreditam em racismo e para os quais as fatalidades ou “dificuldades” enfrentadas pela população negra não passam de meras coincidências :

2004 – Dentista recém-formado assassinado por PMs, “confundido” com ladrãodentista-asssassinado-pm

[http://www.migalhas.com.br/Quentes/17,MI17453,51045-PMs+acusados+de+matar+dentista+sao+condenados+a+17+anos+de+prisao ]

2006 Servidora de Tribunal e avó de dois netos, tem casa invadida por PMs, é arrastada com uma “gravata” de dentro de casa e constrangida em delegacia e hospital.

avo-negra-agredida
[http://www.palmares.gov.br/?p=1722&lang=es]

2006 – Cliente do Itaú é morto por segurança da própria agência

cliente-morto-por-seguranca

[http://quilombosnews.blogspot.com/2006/12/cliente-do-ita-morto-por-segurana.html]

2009 – Vigilante da USP espancado acusado de tentar roubar o próprio carro.

januario-carrefour
[https://blogdojuarezsilva.wordpress.com/2009/08/19/homem-negro-espancado-no-carrefour-acusado-de-tentar-roubar-o-proprio-carro/]

2010 Motoboy desempregado é preso e torturado por PMs e aparece morto na rua

motoboy-assassinado2

[http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2010/04/testemunha-conta-como-homem-teria-sido-morto-em-quartel-em-sp.html]

Menos de 30 dias depois…

Motoboy é morto em frente de casa por PMs

motoboy-assassinado1

[http://oglobo.globo.com/cidades/sp/mat/2010/05/11/para-governador-de-sao-paulo-pms-tinham-intencao-de-matar-motoboy-916551969.asp]

e para “fechar a edição” (isso porque ainda estamos no meio do mês…)

Morre aposentado usuário de marcapasso que levou tiro na cabeça disparado por segurança do Bradesco

aposentado-morto-porteiro
[http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2010/05/familia-de-homem-baleado-na-porta-de-banco-em-sp-vai-doar-os-orgaos.html]

O que todas vítimas de tanta violência policial e “patrimonial” tem em comum ? além de serem pessoas de bem, sem passagem pela polícia e sem “perfil de bandido”… , por “COINCIDÊNCIA” são todos (ou eram) PRETOS…, como esses há muito e muitos outros casos, ocorridos sem grande alarde na imprensa.

Ah… !, talvez apenas por outra “coincidência”, sejam jovens negros as principais vítimas de homicídio (tanto por bandidos quanto por excesso policial) 74,8 para cada 100 mil habitantes contra 41,8 para cada 100 mil habitantes no caso de jovens brancos…(quase o dobro).[http://www.direitos.org.br/index.php?option=com_content&task=view&id=5116&Itemid=1]

Talvez por “coincidência” todos os indicadores sociais indiquem prejuizo para os afrobrasileiros, na questão da empregabilidade, carreira, da educação, moradia,  saúde, intolerância religiosa, participação política e social…, enfim,  já está  bem chato… essa “coincidência resistente e ampla ” ,   hora de mudar o jogo.

Cadê o Kamel ????


Deixe um comentário

Chega de "coincidências"…

 

Para "fechar" as reflexões pertinentes à semana do 13 de maio, vamos refrescar um poucoa a memória recente dos brasileiros, principalmente daqueles que não acreditam em racismo e para os quais as fatalidades ou "dificuldades" enfrentadas pela população negra não passam de meras coincidências :

2004 – Dentista recém-formado assassinado por PMs, confundido com ladrão[http://oglobo.globo.com/cidades/sp/mat/2009/08/21/dentista-negro-foi-confundido-com-ladrao-morto-por-pms-em-2004-761220142.asp]

2006 Servidora de Tribunal e avó de dois netos, tem casa invadida por PMs, é arrastada com uma "gravata" de dentro de casa e constrangida em delegacia e hospital.
[http://www.direitos.org.br/index.php?option=com_content&task=view&id=1876&Itemid=2]

2006 – Cliente do Itaú é morto por segurança da própria agência[http://quilombosnews.blogspot.com/2006/12/cliente-do-ita-morto-por-segurana.html]

2009 – Vigilante da USP espancado acusado de tentar roubar o próprio carro.
[http://blogdojuarez.amazonida.com/wp/?p=267]

2010 Motoboy desempregado é preso e torturado por PMs e aparece morto na rua[http://www.news.afrobras.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=317:pms-sao-suspeitos-de-torturar-e-matar-motoboy-negro&catid=34:noticias&Itemid=55]

Menos de 30 dias depois…

Motoboy é morto em frente de casa por PMs [http://oglobo.globo.com/cidades/sp/mat/2010/05/11/para-governador-de-sao-paulo-pms-tinham-intencao-de-matar-motoboy-916551969.asp]

e para "fechar a edição" (isso porque ainda estamos no meio do mês…)

Morre aposentado usuário de marcapasso que levou tiro na cabeça disparado por segurança do Bradesco
[http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2010/05/familia-de-homem-baleado-na-porta-de-banco-em-sp-vai-doar-os-orgaos.html]

O que todas vítimas de tanta violência policial e "patrimonial" tem em comum ? além de serem pessoas de bem, sem passagem pela polícia e sem "perfil de bandido"… , por "COINCIDÊNCIA" são todos (ou eram) PRETOS…, como esses há muito e muitos outros casos, ocorridos sem grande alarde na imprensa.

Ah… !, talvez apenas por outra "coincidência", sejam jovens negros as principais vítimas de homicídio (tanto por bandidos quanto por excesso policial) 74,8 para cada 100 mil habitantes contra 41,8 para cada 100 mil habitantes no caso de jovens brancos…(quase o dobro).[http://www.direitos.org.br/index.php?option=com_content&task=view&id=5116&Itemid=1]

Talvez por "coincidência" todos os indicadores sociais indiquem prejuizo para os afrobrasileiros, na questão da empregabilidade, carreira, da educação, moradia,  saúde, intolerância religiosa, participação política e social…, enfim,  já está  bem chato… essa "coincidência resistente e ampla " ,   hora de mudar o jogo.

Cadê o Kamel ????


2 Comentários

Terremoto no Caribe mata e fere brasileiros no Haiti

Mapa da região do Caribe

Confirmado, o terremoto de 7.3 graus na escala Richter, que atingiu a região leste do Caribe, mas principalmente o Haiti ontem (12/01) no final da tarde, causou muita destruição e muitas vítimas, incluindo 11 militares brasileiros mortos, 9 feridos internados e há desaparecidos; além deles há, outros brasileiros civis como a conhecida Médica Zilda Arns que já teve a morte confirmada e o número dois da representação da ONU no Haiti, Luiz Carlos da Costa, desaparecido.

O dirigente da ONU no país o tunisiano Hédi Annabi, estava junto com Luiz Carlos Costa em uma reunião na sede da Minustah, quando o prédio desabou, estando também desaparecido, outros funcionários da ONU também estão confirmadamente mortos ou  constam como desaparecidos.

A missão da ONU no Haiti, além dos militares das forças armadas conta com policiais militares brasileiros na UNPOL (Polícia da ONU) , no momento há dois PMs brasileiros em missão, um deles é o capitão PM amazonense Algenor Filho, que já fez contato dizendo que ambos estão bem.

O governo brasileiro, está tomando as providências para trazer os corpos e enviar ajuda humanitária, um avião com autoridades como os ministros da defesa e o das relações exteriores entre outros partiu hoje.

O número de mortos na tragédia pode superar  os 100 mil .