Blog do Juarez

Um espaço SELF-MEDIA


Deixe um comentário

Personal VIDEOKÊ (na tela da TV)

videokê-2

“Quem canta seus males espanta ” diz o velho ditado…

Algum tempo atrás escrevi alguma coisa sobre VIDEOKÊ (Karaokê guiado por vídeo), mas agora aproveitando o recente post sobre ligar micro antigo em TV antiga para ver filmes online, me pareceu interessante voltar ao tema, afinal… já que dar uma “sobrevida” aos equipamentos antigos atualizando hardware nem sempre é possível (ou  não compensa econômica e tecnicamente), por outro lado, agregar novos usos a eles pode ser bem interessante….

Usar o notebook como videokê já era para mim uma prática comum, mas poder ter isso em uma tela maior é um “plus” bem legal, aproveito o velho micro que “já não é mais aquele” em outros usos, bem como a velha TV já um tanto desatualizada frente aos recursos das atuais (full HD, HDMI, 3D, Wireless, INTERNET, interativas, etc…), e se você tem um micro novo e uma TV nova (de preferência ligado a um home theater) a coisa fica mais fácil ainda… .

Muita gente deve estar pensando, “ah! mas usar o DVD com Karaokê na TV  ou com aparelhos domésticos de videokê é muito mais simples e não tem nada de ‘novidade’…”,  de fato, mas já que estamos falando de aproveitamento de equipamentos existentes e economia…,  tem ainda uns detalhes que fazem toda a diferença e é neles que quero focar:

1- Karaokê em DVD é meio chato…, não tem a mesma sonoridade dos Videokês profissionais instalados em bares que todo mundo curte…, os fundos de tela são no mínimo sem graça…, os discos DVDS são caros e limitados (e tem ainda a questão do manuseio de vários discos), além de não conterem na maioria das vezes seleções que agradem ao gosto variado ou mais específico de quem está fazendo sua própria sessão de karaokê, quase o mesmo vale para os aparelhos domésticos de videokê com seus cartuchos caros ou mais recentemente com seus downloads pagos.

2- No micro você pode ter funcionalidade videokê basicamente de dois modos: ONLINE, através de vídeos legendados disponibilizados no Youtube ou sites especializados aonde se pode cantar e ter inclusive platéia virtual, ou então  OFFLINE, através de programas e arquivos instalados no micro…

3- Karaokê em microcomputador tem um monte de vantagens…, os  arquivos das músicas podem ser feitos a partir de midis originais (ou seja, a base musical das gravações originais), tem um exército de aficcionados que fazem constantemente e no mundo todo a sincronização (junção de legendas e fundo musical) de suas músicas favoritas ou das mais tocadas em um dado momento ou contexto (isso significa que há um estoque ilimitado de músicas  e provavelmente músicas que jamais entrariam nas seleções feitas para DVDs)  e por fim o melhor… as músicas estão todas disponibilizadas para baixar DE GRAÇA pela INTERNET…  (ou seja, você baixa só o que achar legal e o repertório está sempre razoavelmente atualizado).

4- Existem na Web vários programas para Videokê, cada qual com prós e contras, existem os pagos e também os freewares, pesquisando vai encontrar um legal, mas para adiantar, vou recomendar 3 bons programas :

a) GOSING , é freeware, no próprio site do software tem músicas para baixar, o lance legal dele é que além da legenda sincronizada  tem um “semáforo” que ajuda a controlar as pausas, evitando que se entre adiantado ou atrasado nas estrofes…, desvantagens são a forma “meio tosca” de listagem das músicas e forma de escolher, fundo não dinâmico e tipos de arquivos aceitos muito reduzido.

b) MICROKÊ, é pago (mas muito barato, e vale a pena), no site também tem músicas para baixar, cheio de recursos, dá pontuação e com uma interface muito bacana, desvantagens : reze para não ter que formatar ou fazer alterações de sistema no seu micro, pois muito provavelmente terá que comprar nova licença (o suporte não dá muita bola para os seus contatos).

c) REALORCHE, essa versão Br tem licenciamento gratuito (mas tem que registrar), o programa é completo, dá notas e aceita todos os tipos de arquivos (KAR, MID, ST3, MK1), no site você pode baixar músicas individualmente ou adquirir pagando os pacotes de músicas  nacionais e internacionais ( com mais de 5 mil músicas cada) .

5- Várias outras fontes de músicas, você pode obter baixando pacotes inteiros (em geral pagos) oferecidos em diversos sites ou baixar individualmente as que lhe interessam, tem vários sites brasileiros  e estrangeiros onde se pode fazer isso, aqui algumas sugestões: www.karaokenet.com.br , http://www2.uol.com.br/cante/ , http://www.kboing.com.br/karaoke/novidades.php . Você pode também simplesmente fazer uma busca pelo  nome da canção ou cantor acrescido do tipo de arquivo “.kar” ou . “st3”.

É isso !,  com tudo pronto é só soltar a voz ! 🙂


11 Comentários

Netflix em TV antiga…, não tão difícil

netfliux-tv-velhaNetflix rodando em um antigo Acer Aspire 5315 e uma TV CRT da LG de 29 “

Tempos atrás escrevi um post sobre como ligar um notebook antigo (sem HDMI) em uma TV também antiga e sem HDMI (alguém poderia dizer que é melhor trocar logo a TV e o Note por modelos mais atualizados e pronto, mas por N motivos tem gente que não pode ou não quer fazer isso, pelo menos agora).

Portanto se você deseja aproveitar os seus equipamentos já antigos para ver filmes online e de quebra em uma tela maior ( e opcionalmente com o “sonzão” do Home Teather) esse é o post.

Se você  já tem ou quer comprar leitores Blu-ray ou Games tipo Xbox, Wii ou PS3  e não quer utilizar micro pode pular este parágrafo…( senão continue, pois  há passos importantes para quem quer usar notebook ou desktop para ver  NETFLIX  ou outros serviços de filmes online especificamente ),  sendo o caso de desejar usar o micro, sugiro que dê antes uma lida no post de como ligar o note antigo em uma TV antiga, pois lá tem os passos de como ligar micro e TV, depois volte para cá e veja o resto das dicas importantíssimas para que dê certo a questão da Netflix.

Primeiramente você precisa já ter uma conta da Netflix  ou congênere e Wireless disponível…

Existem três formas de assistir Vídeos online em uma TV sem os recursos de conectividade dos modelos mais novos.

Uma é  através de um aparelho leitor de Blu-ray que já vem com conectividade Wireless, saída de vídeo RCA e o aplicativo da Netflix ( só tem que tomar cuidado ao escolher o aparelho pois nem todos oferecem compatibilidade com a Netflix Brasil, ao fazer a atualização do firmware automaticamente na primeira vez que liga, o software da Netflix “some”), portanto verifique antes de comprar se o aparelho é compatível , no site da própria Netflix tem listas com todos os aparelhos compatíveis, nos manuais dos aparelhos tem como fazer funcionar.

 A segunda é através de alguns aparelhos para games como o Xbox , PS3 ou Wii (vide relação no link anterior), nos manuais dos aparelhos tem como fazer funcionar ou busque na web artigos sobre como fazer isso pois não é o foco desse post…

E finalmente…, através de um computador (desktop ou notebook) que possua saída de vídeo compatível ou adaptável para TVs antigas ( entradas RCA e teoricamente Component, nos testes que fiz com Component nunca deu certo, sugiro então focar na entrada de vídeo RCA da TV antiga).

Bem , se você já viu como conectar micro e TV (e sabe como conectar o som do micro em um Home Teather, caso tenha um), segue umas dicas para que dê certo assistir filmes online com maior conforto e qualidade:

1- Atualize os drivers de vídeo do micro, as vezes a conexão não dá certo por causa de drivers muito antigos ou impróprios (em geral quando já se atualizou o sistema operacional).

2- Teste a Netflix no seu micro, tenha certeza que o Silverlight está instalado e atualizado e deixe a senha memorizada no browser (vai ficar difícil fazer o login quando mudar a resolução da tela, na frente explicada), ah ! e importantíssimo…, não esqueça de desligar o descanso de tela ou mudar a configuração do desligamento automático de tela por inatividade do teclado… .

3- Ao rodar vídeos longos o processador é muito exigido e superaquece, é quase certo que fique desligando sozinho o computador durante o filme…, abra o micro e limpe cuidadosamente o cooler (ventoinha) do processador, depois de limpo e fechado, garanta que a circulação de ar do notebook esteja livre, o ideal é que ele esteja em uma “dock station”, isso reduz muito o superaquecimento, são baratas, mas se não quiser comprar pode-se improvisar, o importante é deixar a circulação de ar livre:note-dock-station

4- A resolução das TV antigas é menor que a dos micros, logo, altere a resolução do micro para 800×600 e desligue o micro, com os cabos escolhidos (preferência S-vídeo para RCA) e de aúdio já conectados, ligue a TV e coloque no modo de vídeo (AV1 ou AV 2) da conexão e ligue novamente o micro para que ele “entenda” que tem uma TV conectada e passe a enviar o sinal.

Pronto, agora é só acessar a  Netflix  pelo micro, escolher o  que quer assistir, maximizar, para tela cheia e curtir seus filmes e seriados preferidos em uma tela maior… .

Gostou ?, deixe comentário.


53 Comentários

Notebook antigo em TV antiga ? conexão fácil fácil….

Minha velha TV de CRT, plugada no Google via notebook.

Ver coisas que estão no notebook na telona da TV é uma ideia muito agradável para quem gosta de jogar, assistir um filme (em arquivo ou online), curtir um videokê  ou até mesmo navegar pela web, se tanto seu notebook ou tablet são “top de linha”, não tem o menor problema, basta liga-los através de cabo pelas respectivas saída/ entrada HDMI e pronto,  mas e para equipamentos não tão novos ?, (como é o meu caso, com um já surrado Acer TRAVELMATE 5520 e uma TV LG de tela plana mas ainda CRT) .

Vi verdadeiras brigas pela web em se tratando do tema (propondo conversores, etc..); bem, depois de boa pesquisa resolvi testar duas possibilidades simples e sem conversores, apenas com cabos (já que meu notebook como a maioria de seus contemporâneos possui apenas duas saídas de vídeo externo e ambas analógicas  ( VGA  e  S-Vídeo de 7 pinos) ), optei por utilizar a saída S-Vídeo (se você não tiver pode ser a VGA),  já pelo lado da TV só tinha duas possibilidades, entrada de vídeo composto (conector RCA único, daqueles que servem para ligar desde videocassetes até aparelhos de DVD mais antigos)  e entrada tipo COMPONENTE (3 entradas RCA de cores azul, verde e vermelha), estes cabos tem fácil e barato nas boas lojas do ramo de componentes eletrônicos e som/TV.

Na dúvida comprei os dois cabos, um com ponta S-vídeo de 7 pinos e  a outra ponta COMPONENTE (3 RCAs),  e o segundo com uma ponta S-Vídeo de 4 pinos e a outra ponta vídeo composto (RCA simples).

Resultado:  o primeiro fez a conexão mas não aparecia as cores, DESCARTADO…, o segundo funcionou 100% de primeira… ; resolvido o problema de imagem, veio a parte do SOM, bastando para tal ligar a saída de fone do ouvido do notebook  na entrada AUXILIAR da TV (duas entradas RCA em vermelho e branco ), como tenho um HOME TEATHER, testei também na entrada AUXILIAR do mesmo, funcionou perfeitamente e vai ficar assim 🙂 (detalhe, se for usar home teather não esquecer de mudar a função para AUX, ah ! e ao conectar o note na TV esteja com o note desligado para que ele reconheça a TV como segunda tela, além disso lembre a sua velha TV não é HD, portanto reduza a resolução de tela no note para 800×600, vai visualizar bem melhor…)

Esquema de ligação

Notebook , TV  e Home Teather conectados para assistir filmes online via Netflix

Para Netflix tem mais uns detalhes…, ver em https://blogdojuarezsilva.wordpress.com/2013/08/24/netflix-em-tv-antiga-nao-tao-dificil/

Prontinho ! é isso ai, testado e aprovado, sem conversores, sem polêmica e baratinho (13 reais) :


Deixe um comentário

Pai “matou” notebook de filha por causa do facebook

O  título pode parecer bizarro mas foi justamente isso que aconteceu… :-), depois de descobrir que a filha adolescente havia postado um mensagem malcriada reclamando dos pais e alegando “maus-tratos” por ter que realizar pequenas tarefas domésticas (como ter que arrumar a própria cama),  Tommy Jordan que é diretor de uma empresa de TI nos  EUA, fez um vídeo para o Youtube vestido de cowboy, em que depois de explicar os motivos, “executou”  o notebook da filha com nove tiros :-), o vídeo foi postado no mural  da filha no “face”.

Hannah (a filha)  que segundo o pai está definitivamente de castigo, esta afastada de recursos tecnológicos até  “que comece a trabalhar e pagar por eles” …, o fato já se tornou um viral na Internet, com versões remixadas, paródias etc… .

Como no Brasil a posse de armas e direito de tiro são muito mais restritos que nos EUA, os pais que quiserem seguir a linha terão que apelar para paus, pedras, ácidos ou talvez “atropelamentos” :-);  portanto adolescentes “rebeldes sem causa”, se não querem ver seus caros meios eletrônicos sendo “cruelmente assassinados”, prestem atenção ! …

Video legendado:  http://www.youtube.com/watch?v=iQ66y9WTwIE


2 Comentários

Nova máquina na área… :-)

Meu  já não tão bom e velho notebook  de 4 anos “pediu aposentadoria” 🙂 , após vários “paus” e reinstalações de sistema e softwares, já não dá mais para contar diária e eficientemente com o mesmo, pois além da tela quebrada na dobradiça, do HD 50% “bichado”, o mesmo só liga “quando quer”… ; trocar o HD e  a tela não compensa na relação custo-benefício e tecnológicamente a obsolescência geral já está bem instalada .

Isso posto, não teve outro  jeito… , estou encerrando o ano velho e começando o ano novo com  máquina nova na área :-), só que optei por um desktop ao invés de um notebook , os motivos podem servir de baliza para outras pessoas que estão em situação parecida :

1- Majoritariamente eu vinha usando o notebook em base fixa no escritório de casa (uma dock station com teclado desktop wireless e mouse idem),  sendo que para tal tipo de uso melhor mesmo é o desktop (que pode por exemplo ter uma tela bem maior entre outras coisas).

2- Hoje a  tendência para computação móvel é a dos tablets, investir em um notebook ou netbook já não é tão interessante, ficar só no tablet também ainda não dá… e comprar desktop e tablet (que preste) ao mesmo tempo fica um tanto quanto “salgado”.

3- Pelo menos no meu caso ainda dá para aguentar um tempo sem tablet,  pois uso Smartphone com Android 2.3 (que faz tudo que um tablet equipado com o mesmo sistema faz…), a desvantagem está basicamente só no tamanho da tela… e não poder usar teclado externo.

A nova máquina escolhida é de um tipo de conceito relativamente recente no mercado de desktop (pelo menos fora do mundo mac ou dos “trambolhões” da década de 80/90 como o famoso CP-500), o ” ALL-IN-ONE” (tudo em um) , ou seja, sem gabinete  separado de CPU,  tudo está instalado em uma única peça (um grande monitor slim de tela plana) que se acompanha do teclado e mouse destacados (no meu caso resolvi continuar usando o excelente teclado Genius wireless e mouse antigos); apesar do uso desktop  tais máquinas tem “alma de notebook”, pois possuem processadores mais “leves” e de última geração especialmente projetados para computação móvel e menor consumo de energia , também tem menos memória que desktops convencionais, porém são perfeitamente compatíveis com as necessidades básicas de uso doméstico ou mesmo corporativo (navegação web / redes sociais, aplicações de suites office, execução de multimídia,  videoconferências do tipo Skype,  jogos “leves”, enfim…),  o preço é similar ao de um notebook de baixo custo (varia de R$ 1.200,00  a 1.800,00) eu optei pelo AOC EVO M2011 -20325U com a seguinte configuração:

Sistema Operacional : Windows 7 Starter Português
Processador : AMD E-350 (dois núcleos) Velocidade:1,6 GHz
Memória Cache L2:  1 MB
Chipset : AMD Hudson M1
Memória : 2 GB DDR3, Máxima: 4GB DDR3 (para Windows 7 Home e acima)
HD (disco rígido): SATA 3,5  de 500 GB, Gravador e leitor de DVD RW
Webcam: 1,3 Mpixels
Outros : Tela 20¨ LED widescreen, WI-FI 802.11 B/G/N (até 300 Mbps); LAN 10/100/1000 (gigabit); Conexão USB 6 Portas (4 no painel traseiro e 2 no painel lateral); Teclado ABNT2 104 teclas USB; Mouse Óptico USB; Microfone; Leitor de Cartões 3 em 1 (SD, MMC e MS); Saída p/ áudio externo e Entrada microfone externo.

 

Quanto a “aposentadoria”  do meu velho note, não será total… :-), vai ficar definitivamente integrado ao meu sistema de som em uma função que já estava cumprindo bem… VIDEOKÊ 🙂


Deixe um comentário

Momento Nerd: meus smartphones se casaram com meu note…

Meus "Smarts" Palm Treo 650 e Centro, emulados no meu Notebook Acer

Como todo profissional de T.I tenho meu lado Nerd (ou GEEK), trocar arquivos entre meus smartphones e o micro sempre foi corriqueiro, mas numa das minhas "fuçadas" pela web, achei uns aplicativos bem interessantes para "estreitar" os laços entre minhas maquininhas; não são  "lançamento" nem grandes novidades…, eu é que não tinha notado nem me interessado em procurar por coisas do tipo.

É só para quem é usuário de Palm, trata-se de dois programinhas muito úteis, ambos da mesma empresa, o primeiro é o PDAnet (que faz o palm funcionar como modem, possibilitando usar no micro o acesso internet do plano de celular), o segundo é o PDAreach   (que permite controlar completamente o palm a partir do micro).

A vantagem é que se pode mexer com os aplicativos e arquivos do palm (incluindo as operações do telefone) utilizando o teclado e a tela do micro (o que é muito mais confortável dependendo da situação…).  

 Recomendo