Blog do Juarez

Um espaço SELF-MEDIA


1 comentário

Nomes aos bois: os sicários da mídia má.

Poderia escrever algo mais detalhado sobre esse acontecimento, mas o texto de Paulo Nogueira, que reproduzo parcialmente abaixo, já o faz com maestria…, é essa mesma gente de quem ele fala, que não por coincidência também foram os “grandes gurus” da “campanha” (felizmente perdida) da turma anti ações afirmativas (AA) para a população negra (notadamente as cotas universitárias) aos quais “batizei” de “neo-democratas-raciais”.

O desabafo de Trajano

por Paulo Nogueira, no Diário do Centro do Mundo

E eis que José Trajano, da ESPN Brasil, viralizou.

Um vídeo em que ele cita quatro colunistas que instigam ódio circula freneticamente pela internet nestes dias.

Ele enxergou, com razão, uma relação espiritual entre os que xingaram Dilma no estádio e os colunistas que mencionou.

Trajano falou de Demetrio Magnolli, Augusto Nunes, Mainardi e Reinaldo Azevedo, mas poderia falar de muitos outros.

Outro dia li uma expressão do Nobel de Economia Paul Krugman e pensei exatamente no tipo de jornalista da pequena lista de Trajano.

São os “sicários da plutocracia”. São pagos, às vezes muito bem pagos, apenas para defender os interesses de seus patrões.

Os Marinhos, ou os Frias, ou os Civitas, ou os Mesquitas, não podem, eles mesmos, assinar artigos em defesa de suas próprias causas. Então contratam pessoas como as de que Trajano trata.

Muitos leitores, em sua ingenuidade desumana, vêem alguma coragem nos “sicários da plutocracia”.

É o oposto. Ao se alinhar aos poderosos – aqueles que fizeram o Brasil ser um dos campeões mundiais da desigualdade – eles têm toda a proteção que o dinheiro é capaz de oferecer.

Não correm risco de ficar sem emprego, por exemplo. Podem cometer erros grosseiros de avaliação, de prognóstico, de estilo, do que for.

Mesmo assim, estarão seguros porque cumprem o papel de voz dos que podem muito.

Texto integral em : http://www.viomundo.com.br/denuncias/os-que-promoveram-caca-as-bruxas-agora-reclamam-de-lista-negra.html


4 Comentários

Os comedores de banana e o antiracismo imbecil

Primeiro se veste de macaco, depois come banana...

Primeiro se veste de macaco, depois come banana…

Mais perigoso que o racismo declarado, é o meta-racismo (racismo cínico travestido de combate ao racismo, mas que tem como objetivo real manter o status quo inalterado), porém, pior é quando a inconsciência e ignorância dos que não conhecem ou estudam com maior profundidade a questão racial e do racismo, faz com que se metam a palpitar e até a fomentar atos que reputam como “antiracistas” mas que na realidade são um tremendo “fora” ou “tiro no pé” que acaba por favorecer os interesses meta-racistas ou mesmo os declaradamente racistas; é exatamente o que está acontecendo agora com essa campanha “viral” iniciada pelo Neymar  #somostodosmacacos … .

O simples fato de ter alta adesão de não ativistas e principalmente dos anti-ativistas (vide a turma dos neo-democratas-raciais e anti-cotas, seguidores da lógica “kameliana”  e “magnoliana” e dos articulistas da revista Veja e da mídia má) já serve para demonstrar que tem alguma coisa errada com essa campanha.

Qualquer um com algum conhecimento mais aprofundado da temática, sabe que juntar “negros”, macacos e/ou bananas, tem por essência reforçar um dos pilares do racismo, jamais combate-lo…,  nenhum dos brancos que aparecem com bananas se colocando como “antiracistas”  via #somostodosmacacos, foi assim chamado e associado (com ou sem banana) e nunca serão…, e nenhum racista deixará de usar a ofensa tradicional e exclusivamente aplicada a negros por causa disso, e coitados dos negros inconscientes que embarcarem nessa e registrarem seu momento banana nas redes sociais…,  os racistas vão se rasgar de tanto dar risada dos que macacos se assumirem… .

Quanto ao Neymar e outros jogadores negros milionários ou artistas  idem, que nem se enxergavam como negros (e de repente se espantaram em receber racismo 😉 ) ou se enxergando acreditavam na falácia de que “o preconceito é social não racial”, sendo totalmente alienados com relação ao racismo e suas reais características, a partir de suas “cercas de jurubeba” (expressão nortista para “blindagem” / isolamento em relação a realidade e grupos de convívio hostis), lembram do Ronaldo “fenômeno” ?, que perguntado sobre racismo no futebol europeu, respondeu,  – “é terrível mesmo, até EU QUE SOU BRANCO, sofro…”, mais inconsciente que isso tá difícil….;   não é de se admirar que enxerguem que a ideia de se vestir de macaco não tenha nenhuma consequência, ou que “comer a banana”  e  ignorar e “zoar” os racistas a partir de atitudes do tipo tenha alguma efetividade antiracista.

Só tem duas coisas que param um racista consciente, execração pública direta e punição exemplar, para os inconscientes talvez ações didáticas sérias que os façam refletir e mudar a mentalidade, mas nenhuma delas está encerrada na baboseira do #somostodosmacacos ,  a minha  hashtag é #NaoSouMacaco.

Tem gente que só deveria jogar futebol ou atuar na sua área profissional pois “calado é artista”, falando ou “agindo” contra o racismo só dá “bola fora”…  .

Ah! em tempo, falar o que dê uma pessoa negra destas ??? (o mesmo “amigão” do Neymar que acha legal brincar de macaco… )

Alexandre Pires

Alexandre Pires


Deixe um comentário

Chimamanda Adichie: o perigo de uma única história

Uma de minhas frases favoritas é um ditado Yoruba que diz:  "Enquanto os leões não puderem contar suas histórias, as histórias serão sempre as dos caçadores" .

Em uma das áreas de comentários do Blog Viomundo.com.br (do Jornalista Luiz Carlos Azenha) sobre postagem intitulada  Demétrio (Magnoli ),"especialista recente em navios negreiros" ; fiz um comentário sobre a importância exagerada que se dá a determinados "negrólogos" que não sendo negros (descendentes de escravos africanos) muito menos africanos,  insistem em se arvorar (ou são vistos como) "conhecedores" dos negros e sua história ou problemática mais e melhor que os próprios negros e africanos… ( até ai é um fato relativamente "aceitável", já que há sim  casos de pesquisadores e especialistas coerentes e que merecem respeito.., (e a lista não é pequena , como exemplo cito, "da antiga" : Pierre Verger, Oracy Nogueira, Florestan Fernandes, entre tantos, não vou nem falar da "nova geração") ) .

O problema é quando algum "neo-negrólogo"  indo na "contra-mão do bom senso", desconsidera a visão e versão dos próprios negros ou dos africanos (como se não houvesse entre eles pesquisadores renomados…, apenas como exemplo: Franz Fanon, Cheik Anta Diop, Kabengele Munanga, Carlos Moore, Clóvis Moura, Henrique Cunha Jr., Nei Lopes… entre tantos outros "da antiga" e da nova geração  ), o "imaginário branco"  tanto dentro da academia quanto fora, parece não saber ou "esquecer" que temos voz própria e qualificadíssima para contar nossa própria história…

Mas parece que o mesmo não ocorre ao se dar extrema importância e referenciar "negrólogos" não-negros "tendentes" a distorcer os fatos e análises, contando uma "única história", imprecisa, unilateral, "romanceada" e não raro deturpada e completamente sintonizada com os interesses eurocêntricos de desvalorização e desconsideração da versão da história do "outro" e ai encaixo (Nina Rodrigues, Gilberto Freyre e muitos outros da "nova geração"…, vou deixar o "bem-intencionado" Darcy Ribeiro no "meio do caminho" entre bons e maus "negrólogos" …)

Voltando ao assunto principal…, recebi de uma das pessoas participantes do "debate" no Viomundo (Jussara)  o link para um maravilhoso vídeo de uma fala da escritora Nigeriana Chimamanda Adichie, que vai justamente de encontro ao que defendi; não sou muito fã de videos da web (ainda mais com essa internet lenta de Manaus), mas esse eu vi e RECOMENDO TREMENDAMENTE, toda pessoa que gosta de ler, escrever, de História, Educação e conhecer processos de formação de idéias, imagem e opinião, deveria assistir, simplesmente MAGNÍFICO, clique na imagem abaixo (vai abrir em outra janela)

 RECOMENDADO, indique aos amigos.


21 Comentários

Terremoto no Haiti fez cair prédios lá e máscaras aqui…

Fotomontagem blogdojuarez:   Arnaldo Jabor; o Cônsul do Haiti e a tragédia haitiana

Não bastasse a tragédia que atingiu o  Haiti, assistimos agora na TV  brazuca uma nova onda de abalos, dessa feita não sísmicos, mas sim de falas estúpidas, preconceituosas e racistas …  .

O conhecido comentarista Arnaldo Jabor  e o até então desconhecido Cônsul Honorário do Haiti em São Paulo, o brasileiro George Samuel Antoine, protagonizaram duas cenas que com certeza demonstram o "modus-pensandi" preconceituoso e racista não apenas da elite brazuca, mas de muita gente que nunca parou para pensar no seu próprio racismo introjetado.

Bem próximo ao final de seu comentário no Jornal da Globo de quarta-feira(13), Jabor soltou a seguinte pérola : " Como democratizar um país miserável analfabeto com raízes tribais africanas bárbaras ? " 

Jabor falou com todas as letras que "o problema" do país é a origem majoritariamente africana do povo, além de "classificá-la" de bárbara (não civilizada), saibam que no séc. XIX o Conde de Gobineau, que foi "embaixador" da França no Brasil imperial (era amigo e "conselheiro" de D. Pedro II), disse praticamente a  mesma coisa do Brasil…, detalhe, Gobineau foi o "pai da EUGENIA" (filosofia que pregava a necessidade de  "pureza racial" e eliminação dos não-brancos), ele foi a base para toda a "loucura ariana" cometida pelos nazistas … .
 
Já o inacreditável Cônsul Honorário do Haiti soltou  em entrevista ao SBT no dia 14 (sem perceber que estava sendo gravado) as duas  seguintes "pérolas"  sobre a tragédia : 
 
"A desgraça de lá está sendo uma boa pra gente aqui, fica conhecido"
 
"Acho que é de tanto mexer com macumba, não sei o que é aquilo… O africano em si tem maldição. Todo lugar que tem africano lá tá f…"
 
O Cônsul, já ocupou N cargos de prestígio junto à representatividade da comunidade Libanesa no Brasil, foi presidente da Associação Nacional dos Cônsules, tem uma série de condecorações incluindo a "Medalha do Pacificador" (a mais alta condecoração do Exército brasileiro), fica a pergunta, como alguém "assim" conseguiu tudo isso ???? .
 
Enquanto isso…, tem gente lendo e concordando com "Não somos Racistas" de Ali Kamel e "Uma gota de Sangue" de Demétrio Magnoli… , mas o terremoto do Haiti mais que derrubar prédios por lá, tem feito cair máscaras por aqui…
 
Links para os vídeos : 
 
 


6 Comentários

Racismo: Universitários batem e injuriam negro de 55 anos no interior de SP

Bem que eu tento…, vários posts "pegando leve" e tentando "mudar de assunto" mas eis que…, já começou a "pipocar"  na rede de blogs e nas TVs, mais um caso de racismo explícito no Brasil  que Ali Kamel  & Cia.  não enxergam… .

Três estudantes de Medicina de uma Faculdade particular em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, foram presos após baterem com um tapete enrolado do carro que ocupavam , em um ciclista negro de 55 anos que ia para o trabalho na manhã de hoje; ao mesmo tempo que gritavam "NEGRO !" e vibravam. 

A cena foi testemunhada por várias pessoas que denunciaram os estudantes, localizados e presos com enquadramento por racismop logo em seguida.

Os mesmos já "baixaram"  à cadeia de uma cidade próxima, o crime de racismo é inafiançavel , mas geralmente é enquadrado como injúria racial (que é afiançavel) , a autoridade policial desta vez agiu rápido e corretamente, sem tentar "aliviar" para os "boyzinhos". 

Agora só falta algum neo-democrata-racial aparecer dizendo que isso é fruto do "ódio" e da "divisão racial" gerada pelas AA… , como se casos e mais casos diários de discriminação com violência física ou não, não acontececem desde sempre… .

A diferença é que agora a divulgação das notícias não fica mais dependendo exclusivamente dos grandes veículos de comunicação…, na era dos blogs e do twitter, não dá mais para ficar "omitindo" esse tipo de notícia…,  para os "grandes veículos" ou dá também ou perde credibilidade.


4 Comentários

Enquanto isso, no país de Ali Kamel & cia…

Gravura de séculos atrás e foto dos anos 70, o que mudou ?

Já está “desenhado”, precisa explicar ?…

A gravura e a foto não são “novas”, mas pelo jeito, nem tudo “mudou” nos últimos 4 séculos…, hoje mais uma notícia que nem Kamel explica…, até o Jornalismo de O Globo (pelo menos o da TV é controlado por Ali Kamel) não tem mais cara de pau para escamotear as barbaridades racistas que ocorrem diariamente no nosso país (que Kamel jura não ser racista…), graças aos blogs, não dá mais para os “jornalões” ficarem selecionando ou retendo notícias sob pena de serem “furados” pelos blogueiros e perderem credibilidade.

A última aconteceu no Espírito Santo, onde  39 quilombolas foram ilegalmente presos, teve até menor levando bofetada de policial e por ai em diante…, o BLOG DO NOBLAT registra parte do episódi0 (sem contudo entrar em detalhes que só a blogosfera  negra  publica ) : http://oglobo.globo.com/pais/noblat/posts/2009/11/12/quilombolas-sao-presos-ilegalmente-no-espirito-santo-240731.asp .

Enquanto isso Kamel, Magnoli e Cia Ltda. , continuam sua campanha para “provar ” que o racismo não existe no Brasil e que os movimentos de negritude  é que são os [ironic mode on] “vilões  e pertubadores ”  da “harmonia racial ” que impera históricamente no Brasil… [ironic mode off] , só sendo muito ignorante ou alienado para ainda dar ouvidos a gente desse tipo… . ” é possivel enganar a muitos algum tempo, a alguns por muito tempo , mas não todos  o tempo todo”  …

Não quero nem ver como deve ter ficado a foto desse último “carinho” nos quilombolas capixabas…