Blog do Juarez

Um espaço SELF-MEDIA


2 Comentários

Caso das agulhas: mãe de santo é inocentada, imprensa "cala"…

Imagem cascavilhada da web

Pois é companheir@s, depois da imprensa (principalmente algumas TV´s e veículos de "determinadas" igrejas) fazerem um tremendo estardalhaço com o caso do garoto da Bahia que teve agulhas introduzidas no corpo pelo padrasto como vingança contra a mãe do mesmo,  "invadido"  o terreiro da " mãe de santo suspeita" para mostrar imagens, fotos da  mesma presa, fazendo escancaradas tentativas de ligação entre Candomblé e  um  suposto "ritual  de Magia Negra" ao qual o garoto teria sido submetido, praticamente nada foi publicado após o  padrasto do menino Márcio ter sido acareado com a mãe de santo e te-la inocentado… , tendo sido a mesma libertada da prisão preventiva.

Já a notícia original teve uma repercussão enorme, milhares de notas, posts em blogs, comentários "irados" e muitos abertamente intolerantes, imputando à religiosidade afro,  uma coisa que decididamente não faz parte dela… muitos foram os comentários nesse sentido,  foram feitas também muitas contra-argumentações …, mas por qual motivo a imprensa e os "intolerantes de plantão" não dão o mesmo espaço e nem tem a mesma gana em "comentar"  o fato novo ? 

Pelo contrario, mesmo os poucos veículos de imprensa que por obrigação não puderam deixar de comentar o inocentemente, não deixaram de demonstrar o seu interesse em continuar o ataque…, sutilmente passaram a atribuir ao criminoso a referência de " Pai de Santo" ,  quando todos sabem que ele não é nem nunca o foi… (aliás essa referência a ele inexistia enquanto havia alguém para  tentar "associar"  o crime a uma "casa de santo", como não há mais … ele é quem foi  "transformado" em "pai de santo"…)  

Vide: http://correio24horas.globo.com/noticias/noticia.asp?codigo=45395&mdl=50

A verdade é que a ignorância é mãe de todo preconceito e intolerância, sabemos que em todos os grupos humanos sejam étnicos, religiosos, culturais, comunitários, profissionais, etc..,  tem gente boa e  tem gente ruim…, o problema é quando algum "desgarrado" que é visto como sendo de um grupo "inventa moda"  e os intolerantes aproveitam para tentar induzir a opinião pública que um comportamento de exceção ou fora de contexto  é a regra…; portanto é preciso, muita parcimônia e cuidado ao se  tentar interpretar esses tipos de situação, e a mídia em geral  parece não seguir essa "regra de ouro" .