Blog do Juarez

Um espaço SELF-MEDIA


2 Comentários

Perigoso e desarmado…

juarez_pinho-sol

Hoje acordei com o “espírito transgressor”, ou “revolucionário” sei lá…, um jeito assim meio “black block” de ser.

No retorno do serviço resolvi ir ao supermercado e perpetrar algo “criminoso”, após as compras triviais, fui até a prateleira dos produtos de limpeza (bom pelo menos até ontem eu achava que era…) e me deparei com um sem número de artefatos perigosíssimos (alguns ultimamente considerados “explosivos”; até lembrei de um herói de série de TV da minha geração, o MacGyver, que conseguia explodir uma porta de aço utilizando detergente e polpa de bananeira combinado com sei lá o que…, imagino que talvez alguns operadores do Direito também tenham assistido muito a série, só que levado a sério… ).

Peguei um desinfetante, paguei as compras e sai do supermercado com a adrenalina altíssima, preocupado em ser pego pelas forças de salvaguarda da segurança pública “portando o perigosíssimo artefato “, afinal “portar” desinfetante ultimamente está dando uns cinco anos de cadeia…, porém consegui chegar em casa são e salvo e resolvi contar a “façanha” na web para reforçar a minha imagem revolucionária 🙂 .

Agora falando sério…, se eu fosse a empresa fabricante do desinfetante eu tratava logo de pagar uma boa banca de Advogados a fim de reverter a prisão do morador de rua preso no Rio de Janeiro “portando” o seu produto, pois se os consumidores assustados com a possibilidade de ir parar no “xilindró” por cinco anos se pegos na posse do produto, resolverem parar de comprar, o prejuízo vai ser muito maior…, dica dada !


Deixe um comentário

"A vida como ela é"

Não gosto de ler "imprensa marrom" nem ver programas idem, daqueles que ficam fazendo sensacionalismo e  explorando casos policiais etc…, mas hoje li no principal jornal da cidade (que não segue a linha), um caso que talvez até o grande teatrólogo Nelson Rodrigues em suas peças recheadas de perversões (para muito além do sentido e delimitações Freudianas para o termo…) não tivesse imaginado.

Uma garota de 12 anos, era costumeiramente abusada sexualmente pelo padrasto, e como é padrão ao contar para a mãe a mesma não acreditou (até ai a história é  infelizmente "clássica e cotidiana" ); a "solução caseira" foi o envio da garota para a casa do pai; que pouco tempo depois, sabendo do "motivo do exílio" da filha, também passa a abusá-la…, fato descoberto, testemunhado e denunciado por vizinhos; nova "solução caseira" transferir a garota para a casa da tia (irmã do pai), onde se ficou sabendo que não apenas o pai abusava da menor, como também um irmão… .

Só espero que "tios"  e primos sejam menos "vorazes" …

Triste, mas é " a vida como ela é"…

Link para a notícia: http://www.acritica.com.br/content/not-detail.asp?materia_id=158313

Mas podemos reduzir isso, faça sua parte, divulgue o Disque Denúncia Nacional ou de Manaus :0800 92 14 07, ambos números podem ser utilizados.