Blog do Juarez

Um espaço SELF-MEDIA


Deixe um comentário

Avião com dois amazonenses a bordo e mais de 600 tabletes de cocaína é abatido na Venezuela | Notícias | Acritica.com – Manaus – Amazonas

Só estou aqui imaginando…

1- O que um avião brasileiro estaria fazendo no espaço aéreo venezuelano sem plano de voo autorizado e sem resposta a interceptação ?

2- Foi abatido a metralhadora ? , pois  explodido não chegaria tão “compacto” ao chão…

3- Como é que em um avião destroçado e queimado desse jeito, a carga não sofre absolutamente nada, os ocupantes carbonizam, mas seus documentos e dinheiro permanecem intactos (nem chamuscados) ???? 4- Como é que a identificação da aeronave e o falso prefixo não queimaram ? Se não abrirem para os peritos da FAB investigarem in loco, pode estar certo que tem coisa… e se abrirem vai ter mais ainda… , aliás essa história está cheia de mistérios.

Avião com dois amazonenses a bordo e mais de 600 tabletes de cocaína é abatido na Venezuela | Notícias | Acritica.com – Manaus – Amazonas.


Deixe um comentário

O Papa “pediu para sair”, e agora ?

papaveis 2013

Cardeais “papaveis” 2013 , Arinze, Scherer,Turkson, Aviz

O inusitado anúncio feito pelo Papa Bento XVI de que deixará o pontificado ainda em vida (nos últimos 6 séculos isso nunca aconteceu), abre algumas questões interessantes, mas vou aproveitar para tocar apenas em uma delas, que é do seu provável sucessor.

O “Eixo Papal” pode se deslocar da Europa e trazer grandes novidades, como um Papa  “yankee”,  latino-americano, brasileiro ou africano (e preto) .

Na pequena lista dos 10+ “papáveis”,  temos os Cardeais brasileiros João Braz de Aviz  (65 anos e Chefe do Departamento do Vaticano para congregações religiosas) e Odilo Pedro Scherer, (63 anos e Arcebispo de São Paulo, aliás um dos únicos 5 cardeais que usam Twitter… ), mas chamo atenção para o ganense Peter Turkson (64 anos ) que é o principal candidato africano. Chefe do escritório de justiça e paz do Vaticano, é o porta-voz da consciência social da Igreja e que segundo comentários que pululam pela web seria “o favorito” do atual Papa; apesar de não estar cotado entre os 10+ tem também grandes chances o  cardeal nigeriano Francis Arinze (80 anos e prefeito Emérito da Congregação para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos), Arinze     esteve forte na última disputa e perdeu para Bento XVI, contra ele pesa o fator idade, mas é o favorito nas casas de apostas mundo afora… .

O Vaticano já teve três papas africanos em seus primórdios

Todos da chamada Provincia Romana em África (atual Tunísia e Líbia) os registros porém não dão conta de serem pretos, provavelmente tinham o  tipo característico majoritário da região, algo arabeizado.

Se eleitos Turkson ou Arinze,  teríamos o primeiro Papa preto (ou como o senso comum diria, negro), não confundir com a expressão ” Papa Negro”  atribuída tradicionalmente ao líder da ordem Jesuíta (que tal como o Papa é eleito em um “colégio” de autoridades e também tem caráter vitalício, o “negro” vem da cor do manto que o líder jesuíta utiliza).

De qualquer forma, se eleitos quaisquer dos Cardeais não-europeus, teríamos uma quebra da tradição e pelos perfis também novidades na condução da igreja católica que não se pode ignorar tem muita influência em questões da vida “profana” cotidiana de boa parte da humanidade, além das relações com outros grupos religiosos e também no jogo de poder mundial.

Só para não perder o costume dos últimos tempos… :-), as profecias de Nostradamus diziam que o último Papa seria um negro… e olha só o que eu encontrei em um artigo com a interpretação das centúrias e sua contextualização : http://profeciasoapiceem2036.blogspot.com.br/2010/12/nostradamus-o-penultimo-e-ultimo-papa.html .  Será ???? :-).


7 Comentários

Pena de morte : o debate volta à baila.

Na realidade o debate sobre tão polêmico tema nunca cessa, mas ganha novo fôlego quando crimes de grande repercussão e comoção nacional tomam conta dos noticiários.

Recentemente tivemos o famoso " Caso Nardoni"  e mais recente ainda a prisão do pedreiro Admar de Jesus Silva, que logo após ser posto em liberdade por "bom comportamento "  violentou e matou 6 rapazes (adolescentes) em Goiás.

Essa semana a Escola Superior da Magistratura (Esmam) promove em Manaus o seminário  “A pena de morte – uma abordagem contemporânea”.

Infelizmente não poderei me fazer presente, mas enquanto ativista e estudioso dos Direitos Humanos, seria muito interessante.

Apesar de ativista de DH (o que obviamente me coloca em princípio como contrário à pena capital…, prevista na CF apenas em períodos de Guerra Declarada), tenho opinião "relativa" quanto a sua aplicação.

Não concebo a pena capital como pena "primária" aplicável de imediato à  quaisquer acusados que por um ou outro motivo se vejam enredrados em crime hediondo (ou até mesmo marcial), muitas injustiças já foram feitas em casos assim… .

Entendo porém, que há sim casos em que  é temerário e inútil manter vivo um criminoso costumaz , que já tendo atentado contra a vida, sido preso, julgado e condenado, e uma  vez sido "liberado" ou fugido, reincide e previsivelmente continua a oferecer potencial perigo à vida de outrem , essa é uma situação na qual o estado  deveria em tese ter o direito de "cessar definitivamente"  a periculosidade do indivíduo…, um tipo de "legítima defesa antecipada" ( a doutrina diz que não há punição sem crime, mas admite ações preventivas com o intuito de evita-lo quando é previsivel e potencialmente realizável,  por ex. prisão preventiva  para evitar fuga, coação de testemunhas, recolhimento de provas, etc.. ).

Se a prisão tem como premissa básica isolar temporariamente o criminoso da sociedade ao mesmo tempo que se tenta recupera-lo para o convívio saudável, por outro lado a realidade tem mostrado que não raro a esperada recuperação não acontece…; uma coisa é um ladrão costumaz  que passa tempos preso e tempos livres furtando, outra é um assassino ou estuprador que passa tempos preso e quando sai destroi mais vidas… .

A diretiva número um dos Direitos Humanos é o direito à vida…, mas será que em nome dessa diretiva universal e formal, não se pode eliminar da sociedade quem já demonstrou seguidamente que não respeita nem respeitará a própria regra  ?,  como considerar integralmente os Direitos Humanos de quem não nutre qualquer respeito pelos DH dos outros ?,  não se estaria objetivando o bem coletivo maior ?   haveria de fato uma "igualdade absoluta"  no direito à vida em sociedade ?  .

A "pena de morte"  é uma realidade no submundo do crime e nos "códigos de honra" das prisões, e é errada primeiro por ser criminosa, mas principalmente  porque não leva em consideração a possibilidade de erros cometidos tanto na apuração policial quanto no processo judicial, também não leva em consideração a "primariedade" nem a possibilidade de recuperação, já o estado poderia de forma mais justa, concedendo ampla defesa e respeitando o razoável em DH, conduzir os processos onde tal  "sentença" fosse inevitável ou mínimamente aceitável.

Talvez  fosse a hora do Estado brasileiro, "repensar" a questão da igualdade formal x igualdade material em muitos aspectos das ações de estado, principalmente quando estão envolvidas "diferenças" obvias e perniciosas a uma sociedade justa e solidária.


33 Comentários

"Segurança Nacional-A ameaça", filme de ação brazuca vem ai…

Começando as postagens de 2010 com uma muito boa notícia, apesar de ter havido muita paparicação em torno do filme "Lula, o filho do Brasil" que estreou dia 01 de janeiro, contando a  relativamente bem conhecida história do nosso presidente, não é essa a minha dica cinematográfica de começo de ano.

A empolgação fica por conta do longa brasileiro "Segurança Nacional-A ameaça", segundo filme do cineasta "americano-brasileiro" (filho de brasileiros nascido nos EUA e radicado em Santa Catarina) Roberto Carminati, que é o primeiro filme brasileiro de ação nos moldes de recentes e consagrados filmes hollywoodianos, só pelo trailler já se fica animado.


imagens de divulgação

O pioneirismo começa pelo fato de trazer para as telas "o  primeiro presidente negro do Brasil"  (na trilha dos  filmes americanos anteriores a chegada de  Barack Obama ao poder), vivido pelo experimentadíssimo ator Milton Golçalves, acompanhado de grande elenco:  Thiago Lacerda como agente da Abin, Ângela Vieira como diretora da Abin, Gracindo Jr. interpretando o senador Dauro, Aílton Graça como agente da Abin e Viviane Victorette no papel de namorada de Marcos, personagem de Thiago Lacerda  e  o  estrangeiro Joaquin Cosio ( o mesmo de 007 Quantum of Solace) no papel do vilão narco-traficante.

imagens de divulgação

O filme tem tudo que costuma ter nesse gênero de ação :  agência/agentes federais, presidente durão, avião presidencial, vilão endinheirado, narco-terroristas, ação na selva, modernos centros de controle aéreo, dispositivo de alta-destruição, políticos, cenas aéreas com jatos de caça, helicópteros, aviões especializados, polícia, tropas do exército, paraquedistas, perseguições de carro/lancha, namorada do mocinho sequestrada…  enfim, tudo que estamos acostumados e gostamos de ver, só que agora tudo é "brazuca"  como no caso das nossas tropas e  dos aviões da Embraer  (Super Tucano e EMB-145 AEW&C ) ou "quase"  ( como no caso de N outros equipamentos da FAB  como o novo avião presidencial também conhecido como " Aerolula" e os F5E) 

Basicamente o filme conta a história de narco-traficantes que planejam "bombardear"  com um dispositivo de alta-destruição utilizando um pequeno avião, o nosso conhecido SIVAM- Sistema de Vigilância da Amazônia (aqui em Manaus) , a ABIN- Agência Brasileira de Informação, coloca seu melhor agente (vivido pelo ator Thiago Lacerda) no caso, a partir dai se desenrola toda a trama .

fotomontagem a partir de imagens de divulgação

Ah! para nós que vivemos na Amazônia e principalmente em Manaus, a coisa tem um obvio "sabor especial"  já que somos "o alvo"  :), poderemos ver além de paisagens conhecidas, a ação de nossas forças de defesa baseadas na região…  .

Para os afrobrasileiros também é um marco, depois do primeiro filme nacional moderno de ação com efeitos especiais "Besouro, o filme",  sobre o capoeirista baiano dos anos 20 do séc. passado e com fortes referências a cultura afrobrasileira, "Segurança Nacional"  dá uma baita força afirmativa na auto-estima do povo negro brasileiro ao ter no papel de Presidente um expoente da dramaturgia nacional como Milton Gonçalves, além de um "importante mocinho" vivido por Ailton Graça.

O filme foi rodado em 2006 e só agora está pronto para ir as telas, em novembro passado houve uma pré-estreia em Joinville para autoridades e patrocinadores, a previsão é que tenha o lançamento  nacional após o carnaval, provavelmente em maio. maiores detalhe e o trailler no site oficial : http://www.segurancanacional.com.br/ .