Blog do Juarez

Um espaço SELF-MEDIA

Linda Rosa, música com Maria Gadu, interpretação.

30 Comentários

Maria_Gadú_e_Leandro_Léo_2

Maria Gadú & Leandro Léo, interpretam Linda rosa.

Hoje pela manhã ainda na cama ouvi essa música pelo rádio, a melodia muito interessante me pareceu uma modernização das românticas valsinhas que se tocavam nos coretos das praças de muito antigamente, a letra (muito bem encaixada e com requintes de poesia das antigas) colaborou para a impressão…, porém o que me  “encafifou” foi que tal qual boa poesia, a letra não é “direta”… ou seja, necessita uma interpretação atenta para ser de fato compreendida, eis a letra :

Pior que o melhor de dois
Melhor do que sofrer depois
Se é isso que me tem ao certo
A moça de sorriso aberto

Ingênua de vestido assusta
Afasta-me do ego imposto
Ouvinte claro, brilho no rosto
Abandonada por falta de gosto

Agora sei não mais reclama
Pois dores são incapazes
E pobres desses rapazes
Que tentam lhe fazer feliz

Escolha feita inconsciente
De coração não mais roubado
Homem feliz, mulher carente
A linda rosa perdeu pro cravo

Mais tarde fui atrás da letra pela web, li e reli, e entendi que era na realidade uma bela poesia sobre sexualidade, mais precisamente sobre bissexualidade feminina, suas dúvidas e dificuldades,  em outra busca (agora por interpretações sobre a letra) tive meu entendimento corroborado por interpretações semelhantes a minha  (que segue abaixo)

Pior que o melhor de dois
Melhor do que sofrer depois, “Pior que o melhor de dois” tem várias possibilidades por ai encontramos com o sentido de “melhor de dois mundos”, uma junção de coisas aparentemente distintas como masculino e feminino, ou uma escolha que contemple não apenas uma opção, pode ser também “pior” que o sexo masculino e feminino se completando no ato, melhor de dois é também uma metáfora para um encontro heterosexual, aquele lance do “côncavo e o convexo” de que falava o Roberto) pode ser também relativo a não aproveitar a bissexualidade e fazer uma escolha “não vantajosa” para uma mulher hetero ou bissexual, opção pela relação de iguais, mulher/mulher, ou seja é uma alusão a relação entre mulheres… ( na qual pelo menos na visão majoritária vai sempre “faltar” alguma coisa…),  já o “Melhor do que sofrer depois”  aduz ao fato que muitas mulheres optam por relações homossexuais (mais por carência afetiva que por atração física) após desapontamentos em relações hetero, acreditando que não sofrerarão novas decepções pois mulheres são em tese mais sinceras e fiéis…, cabe observar que na maioria de tais casos trata-se na realidade de bissexuais ou  “falsas lésbicas” (aquelas que não tem a real orientação exclusivamente lésbica, mas que pelas circunstâncias, entram e ficam “presas” no meio, com dificuldade em retomar relações hétero mesmo que eventuais).

Se é isso que me tem ao certo
A moça de sorriso aberto   (aqui se confirma a ideia de que o exposto acima é a questão que envolve a moça)

Ingênua de vestido assusta
Afasta-me do ego imposto (aqui se fala sobre a feminilidade visível da moça e do efeito que a sexualidade “não esperada” causa aos outros, por outro lado, o “ego imposto” se refere tanto ao ego ferido dos rapazes que ao perceberem do que se trata tentam “reverter” a  “homossexualidade” da moça, bem como, da dificuldade da própria moça em aceitar relacionamentos heteros, o tradicional imposto pela sociedade, família…, ou seja, apenas para satisfazer o ego,  confirmando uma “boa imagem” para ela)

Ouvinte claro, brilho no rosto
Abandonada por falta de gosto (aqui se fala de confidências, o pretendente-amigo que a ouve sobre a sexualidade, histórias de amores antigos e dúvidas, o “brilho no rosto” tanto pode ser uma alusão ao aparente interesse e compreensão solidária do “ouvinte”, quanto a importância e expectativas que ele ganha no processo (talvez um “salvador da pátria” em momento de dúvidas e fragilidade), mas que no final acaba desistindo e abandonando-a, pois percebe que homens não a interessam suficientemente, [falta de gosto, gosto insuficiente por homens ]. )

Agora sei não mais reclama
Pois dores são incapazes ( percebendo  que confidenciar não sensibiliza nem resolve as suas angústias, a moça opta por parar de se expor, não fala mais de suas questões, oculta-as dos pretendentes)
E pobres desses rapazes
Que tentam lhe fazer feliz  (referência aos homens que se aproximam, mas não sabendo da sua dubiedade, ou sabendo, constatam que não podem conquista-la plenamente se frustram e sofrem)

Escolha feita inconsciente ( “consciente” no meio gay  é um sinônimo “codificado” de “entendido(a)” , ou seja, homossexual; “inconsciente” indica que houve  uma opção pela  não homossexualidade, escolheu-se uma relação hétero…)
De coração não mais roubado ( sem paixão, uma escolha pelo lado “racional” ou por carência/conveniência)
Homem feliz, mulher carente ( o “escolhido”  ficou feliz pela “conquista”, mas ela carente por ter “sufocado” o seu “outro lado”)
A linda rosa perdeu pro cravo ( linda rosa evoca o feminino (a moça) e cravo o masculino (o escolhido), a moça ficou em desvantagem em relação ao “masculino”, e aqui um novo parênteses, por se tratar de uma questão que envolve gênero [que transcende o sexo biológico], pode-se estar falando tanto de um homem real, quanto de um “masculino não biológico”, ou seja, de uma “mulher masculina”, em ambos os casos há a desvantagem para ela, pois sendo bissexual, no relacionamento escolhido apenas uma das orientações é atendida plenamente, ou seja, de um jeito ou de outro ela perde) .

Bom gente, toda interpretação das coisas vem da nossa visão de mundo e das nossas vivências, lógico que quem escreveu podia não estar exatamente com tudo isso na cabeça, ou que uma pessoa de orientação homossexual ou transexual, enxergue diferente, a partir da sua  visão particular.

É isso, agora o vídeo… (com direito a “príncipe” ) 🙂

Autor: Juarez Silva (Manaus)

Analista de T.I, Prof. Universitário, Tít. de Especialista em Educação a Distância (Univ. Católica de Brasília), Certificação em História e Cultura africana e afrobrasileira (FINOM-MG) e em Direitos Humanos e Mediação de Conflitos (SEEDH- Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República), Mestre em História Social pela UFAM - Universidade Federal do Amazonas, Ex-Conselheiro Estadual de DH; Analista Judiciário do Quadro efetivo do Tribunal de Justiça do Amazonas. Ativista dos Movimentos Negros.

30 pensamentos sobre “Linda Rosa, música com Maria Gadu, interpretação.

  1. Hi Juares, I’m Aya from Japan.
    Sorry for writing in English here, I’m not very confident in Portuguese..
    I have a blog in Japanese where I keep the translation and some more information about Brazilian songs.
    I have been looking for the interpretation of this song for years, as Linda Rosa was incomprehensible just by translating word by word…
    Do you mind if I borrow your explanation in my blog?
    It will be translated into Japanese with some comments from myside.
    I will keep a link to your blog.

  2. Amo essa música, e imaginei que tivesse esse sentido meio homossexual, visto que é uma música da Gadúzinha, mas você fez a mais profunda das interpretações!!! Parabéns

  3. Muito boa essa interpretação

  4. Adorei sua interpretação 🙂

  5. Eu ouvi a música hoje, a melodia é linda, mas a letra me intrigou pois não consegui compreende-la tolamente apesar de interpreta-la da msm forma que você, posso dizer q foi muito bem interpretada, não houve nenhuma forma de homofobia e nem machismo como vi nos antigos comentários, eu, como homossexual, não me senti ofendida de forma alguma, apenas me encantei mais ainda pela letra, muito obrigado por usar o seu talento na escrita e compreensão para nos ajudar a compreender melhor a música, achei belíssima sua forma de escrever, continue assim!

  6. Essa letra é do Tim Maia, ele não pensou com certeza no homossexualismo, acho a interpretação do autor do blog fantasiosa demais, acho que levou pelo lado que a Maria Gadu é homossexual. Não vi muita referência ao homossexualismo. Vejo uma visão exterior de uma pessoa descrevendo o sofrimento de uma mulher que sofre por um homem que já está com outra é ela não consegue se apaixonar por ninguém (outros rapazes)

    • Car@ Fagundes, não sei de aonde apareceu na web que essa música é letra do TIM MAIA, além de não ter nada ver com seu estilo, nunca o ouvi cantar essa música, nem ninguém da época que ele estava vivo…, na realidade essa música é de uma dupla… Gugu Peixoto / Luis Kiari, foi gravada pela Gadú e antes pelo próprio Kiari (ver http://www.luiskiari.com.br ), tem também um vídeo em que Gadú e Leandro Leo cantam com o autor na Paraiba… https://www.youtube.com/watch?v=Y3gaSmi9vrE
      , com relação a interpretação sugiro que veja essa (um trabalho acadêmico de Psicologia) que por sinal eu não conhecia, mas vai exatamente na mesma linha… http://captopsi.blogspot.com.br/2014/06/linda-rosa.html, a diferença está em que a autora sim enxerga como narrador uma mulher, talvez pelo fato da música ser interpretada pela Gadú, não foi meu caso, eu entendi a narrativa como sendo a de um homem em relação a uma mulher com indefinição em relação à sua sexualidade, aliás situação, já vivenciada por vários homens (exatamente como os da música que desistem da relação ao perceber a “falta de gosto” por homens da “moça de sorriso aberto”), não tem nada de complicado na interpretação, principalmente para quem já passou por essa situação… 😉 .

  7. Muito boa a interpretação da letra; a mim sempre foi evidente as referências à homossexualidade feminina nesta bela poesia repleta de metáforas.

  8. boa a analise em partes, em geral a questâo foi muito boa, mas há alguns equivicos que talvez nem foi a intenção, mas aparento ser machista.

    • Grato Natália, não teve intenção machista nem homofóbica, mas toda interpretação tem suas razões umas declaradas outras ocultas, a mim tocou particularmente desse jeito por N motivos que não cabem comentar…

  9. Pelo menos agora consigo ver algum tipo de sentido na música, apesar de continuar sem gostar dela.

  10. Concordo com o Juarez, interpretação maravilhosa, eu cheguei a refletir o mesmo conteudo da letra, mas não de forma tão sistematica e perfeita Digna de alguém que sabe ler,entender e interpretar uma bela música e visivelmente possui muito conhecimento,racionalidade e habilidade para interpretar, deve ter uma boa formação filosofica, se não, não seria capaz de interpretar, parabens, vc me ajudou a montar o quebra cabeça que eu estava com dificuldade de montar. obrigado um abraço.

    • Grato Roberto, como já disse em outros comentários, não tive a intenção de fazer uma interpretação fechada, cada um interpreta as coisas a partir das informações que possui, da vivência e mesmo das ideologias, conceitos e preconceitos que carrega…, essa é apenas a minha interpretação, a ideia era oferecer uma referência para os outros compararem ou a partir do que achassem lógico elaborarem as suas próprias… .

  11. nossa cara que interpretação escrota, pensamento homofóbico o seu dizendo que ”é claro falta algo”. Por favor não tire palavras da autora da música. Só ela sabe a real interpretação, depois que o artista expõe seu trabalho ele fica suscetível a várias interpretações então não diga que ela quis expressar isso e sim que você teve esse entendimento. Não ache que a interpretação de muitos é uma verdade absoluta a todos

    • Grato pela leitura e comentário, como bem observado depois que uma obra é exposta ela fica aberta a várias interpretações, apenas compartilhei a minha, assim como qualquer um pode compartilhar a própria… .
      Com relação a “pensamento homofóbico”, cabe lembrar que homofobia quer dizer literalmente “medo da homossexualidade” ou mais objetivamente repulsa, objeção, preconceito e discriminação contra, e isso claramente não entra e nem é intenção em qualquer parte do texto, e há que se diferenciar interpretação homofóbica, homossexual e heterossexual…, natural e certo que a música tocará diferentemente, assim como terá diversa interpretação a partir das condições e vivências de cada um.

      Se notar as aspas no texto original, vai ver que não estou fechando questão com o termo “falta”, mas apenas relativizando, já que essa sensação pode variar de pessoa para pessoa.

      Por fim, é bom lembrar que não existe “relação completa”, seja ela homo ou hétero, sempre falta algo seja no campo sexual ou relacional, principalmente se observar que nem todo mundo em uma relação ou relacionamento homossexual É de fato homossexual (idem no caso hétero), mesmo que alguém “ache” que “não falta nada” na relação, essa pode não ser a real opinião do outro, se assim não fosse não existiriam bissexuais, não haveria cirurgias de mudança de sexo, não haveria acessórios para simular algo que “falta” (e o público desses “brinquedinhos” não é o hétero…), portanto, antes de dizer que a constatação de uma realidade comum e óbvia é “homofóbica” pelo simples fato de não refletir uma das N óticas homossexuais possíveis sobre a questão, seria interessante lembrar que a diversidade gera “pensamentos diversos” e nem apenas por isso “execráveis”, assim como só o autor sabe exatamente o que ele quis expressar com sua obra, só quem interpreta tem os links vivenciais que orientam a interpretação própria (que obviamente não será exatamente a mesma de outras pessoas, apesar de poder ter um grande núcleo geral e comum a tod@s).

  12. Que análise RUIM

  13. Republicou isso em .

  14. Realmente muito interessante. Eu ouvi a música mas não conseguia entender a letra, foi ótimo achar essa interpretação!

  15. Nem se pode imaginar o numero de pessoas que estão e são o cerne dessa letra poética, mas não podemos deixar passar também os héteros que sofrem por amarem bissexuais ou simpatizantes.Esses estão em desvantagem por não sentirem atração por pessoas do mesmo sexo e serem rechaçados por isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s