Blog do Juarez

Um espaço SELF-MEDIA

EPARREI !

Deixe um comentário

yansã-4dezNão poderia deixar o dia acabar sem falar nadica, sobre ela… Yansã ou Iansã também conhecida por Oyá.

Para quem não sabe, Yansã é um Orixá feminino do panteão de divindades Yorubá, a “rainha dos raios”, a “melhor companhia na guerra” , “a companheira da Justiça” , a “sensualidade forte e cativante” , a “curiosidade e desejo de aprender” e também a “condutora dos mortos” para “o outro lado”,  e junto com Oxum e Obá é companheira de Xangô (o poderoso Orixá da Justiça).

Nas religiões brasileiras de matrizes africanas é muito cultuada, tanto nas mais antigas e africanizadas como é o Candomblé de Keto, quanto na Umbanda (religião genuinamente brasileira que recebeu elementos do Candomblé, Kardecismo, Catolicismo e cultos indígenas-derivados como a Jurema e  o Catimbó ).

Devido as restrições as práticas religiosas dos escravizados  trazidos de África e seus descendentes, como forma de resistência e a fim de manter os cultos as suas divindades africanas, foi desenvolvido o sincretismo religioso, que consistia em associar a divindade africana a um santo da igreja católica, ou seja, “botar o santo na frente” para cultuar sem maiores restrições a divindade “por trás”, estratégia bastante utilizada até os dias de hoje,  e principalmente  incorporada as tradições da Umbanda que por essência agrega elementos de várias religiões e por natureza é altamente sincrética,  sincretismo esse que há bons anos vem sendo reduzido e praticamente extinto dentro das tradições e práticas do Candomblé.

No calendário católico, o dia 4 de dezembro é o dia de Santa Bárbara, com quem  Yansã foi sincretizada devido as cores de vestimentas coincidentes (vermelho, ou vermelho e branco) e principalmente pela características  de “protetora contra” e “rainha/divindade” dos raios, atribuídas respectivamente a uma e outra, sendo assim o dia de Santa Bárbara passou a ser também o “Dia de Yansã”, os anti-sincretistas mais ferrenhos defendem a dissociação disso, mas a maioria dos adeptos de ambas religiões mantém o costume de “comemorar” Yansã no 4 de Dezembro.

Portanto fica aqui a saudação a essa importante divindade das religiões afrobrasileiras (e que “por acaso” 🙂 é meu Orixá de de cabeça, ou seja, minha “mãe-protetora”), EPARREI OYÁ !!!!

Anúncios

Autor: Juarez Silva (Manaus)

Analista de T.I, Prof. Universitário, Tít. de Especialista em Educação a Distância (Univ. Católica de Brasília), Certificação em História e Cultura africana e afrobrasileira (FINOM-MG) e em Direitos Humanos e Mediação de Conflitos (SEEDH- Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República), Mestrando em História pela UFAM - Universidade Federal do Amazonas, Ex-Conselheiro Estadual de DH; Analista Judiciário do Quadro efetivo do Tribunal de Justiça do Amazonas. Ativista do Movimento Negro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s