Blog do Juarez

Um espaço SELF-MEDIA

Uma notícia atual de cinco séculos…

2 Comentários

Varia o nome da etnia, do local, da quantidade …, mas não cessa… ;  em poucas palavras

DEMARCAÇÕES  JÁ !

PROTEÇÃO ARMADA FEDERAL JÁ !

APURAÇÃO e PUNIÇÃO PARA VALER… ( ou alguém tem dúvida de quem é que  manda matar indígena que quer ocupar terra em  que tem ocupante ilegal ???? )

CHEGA DE ENROLAÇÃO !!!!!

Anúncios

Autor: Juarez Silva (Manaus)

Analista de T.I, Prof. Universitário, Tít. de Especialista em Educação a Distância (Univ. Católica de Brasília), Certificação em História e Cultura africana e afrobrasileira (FINOM-MG) e em Direitos Humanos e Mediação de Conflitos (SEEDH- Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República), Mestrando em História pela UFAM - Universidade Federal do Amazonas, Ex-Conselheiro Estadual de DH; Analista Judiciário do Quadro efetivo do Tribunal de Justiça do Amazonas. Ativista do Movimento Negro.

2 pensamentos sobre “Uma notícia atual de cinco séculos…

  1. Estimado mestre Juarez;

    Que bom que a tecnologia aliada ao comprometimento social, faz desse espaço um momento de reflexão e justiça. Quão maravilhoso é ter pessoas como vc para instigar a massa pensante a sair dos devaneios conformistas de uma sociedade capitalista. Urge que se faça a verdadeira diferença, ou seja, se podemos estar em todos os movimentos em prol da dignidade humana ..que sejamos,através das palavras, os verdadeiros transformadores em prol de uma equidade sem medos.

    • Pois é… alteridade e solidariedade é o mínimo que devemos ter, demonstrar nosso pensamento com veemência (e se há canais para amplificar e difundir, temos que utilizar), um poema pertinente :

      Na primeira noite eles se aproximam
      e roubam uma flor do nosso jardim.
      E não dizemos nada.
      Na segunda noite, já não se escondem:
      pisam as flores,
      matam nosso cão,
      e não dizemos nada.
      Até que um dia,
      o mais frágil deles
      entra sozinho em nossa casa,
      rouba-nos a luz, e,
      conhecendo nosso medo,
      arranca-nos a voz da garganta.
      E já não podemos dizer nada.
      ( Trecho de No Caminho com Maiakóvski; de Eduardo Alves da Costa)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s