Blog do Juarez

Um espaço SELF-MEDIA

Massacre, mistério e detalhes estranhos…

Deixe um comentário

Após mais de um mês sem tocar no Blog, retorno ; tentando tirar o atraso postarei algumas coisas que já estavam engatilhadas mas por um motivo ou outro não deu para por no ar; algumas já são “notícia velha” mas como explico novamente abaixo, blogueiro não necessariamente “dá notícia” mas sim a comenta sob uma ótica própria e diferenciada.

Triste o episódio do massacre de crianças em uma escola em Realengo no Rio de Janeiro,  a imprensa nacional e internacional deu grande destaque, mas como é de praxe,  os grandes veículos de comunicação (não sei se consciente ou inconscientemente) deixaram “passar batido” ou evitaram dar visibilidade a  alguns tipos de detalhes… , e  é ai que entra o blogueiro… .

Sem querer parecer “paranóico”; mas não pude deixar de notar algumas “coincidências” ao acompanhar o noticiário de TV e depois ao fazer rápida pesquisa sobre o caso na web.

1- Não conheço o contexto demográfico de realengo (acima foto no portão da escola), mas parece haver uma grande concentração negra na área, além disso TODOS (pelo menos os que vi na cobertura da Record News) parentes de crianças mortas eram NEGROS (pretos ou pardos, mas visivelmente afrodescendentes), o que por dedução leva a conclusão  que as crianças (pelo menos a  maioria das mortas) também o eram…  (padrão 1  para mim está bem confirmado, vide foto abaixo, apenas duas das 10  meninas não são visivelmente negras, e os garotos se parecem com o atirador, também negro  )

2- Declarações de uma autoridade policial dão conta que as vítimas mortas foram atingidas “a queima roupa e de cima ” ( a maioria meninas )  no tórax e cabeça ;  o que no meu entender parece indicar que  as vítimas mortas foram “escolhidas” para morrer ,   não meramente alvejadas com menor gravidade  por tiros a esmo (o que parece ser o caso da maioria dos sobreviventes feridos).

3- A “carta suicida” do atirador, tem claros indicadores de desajuste sexual (talvez motivado por bullying  escolar ou abuso sexual)  e fundamentalismo religioso, mas ao contrário da associação com o islamismo  feita  e destacada pela grande mídia, parece estar muito mais para algum tipo de “fundamentalismo  cristão” (algo parecido com o visto no filme “Código Da Vinci”,  em outras conhecidas tragédias  como o suicídio coletivo promovido pelo “pastor” Tim Tones na Guiana, ou  em  algumas seitas minoritárias ).

4- Nas duas semanas que antecederam o massacre tivemos alta exposição na imprensa sobre deputados fazendo um estranho mix de racismo, homofobia e intolerância religiosa.

5- Outra coisa estranha foi o texto que circulou pelo Orkut uma semana antes e  dizia : “Nem estou chorando, apenas me preparando para uma chacina que irei fazer no colégio que fui bulinado. Em breve teremos um documentário estilo Columbine nas telinhas nacionais. Aguardem….” (feito por um perfil fake do Dep. Jair Bolsonaro,  justamente um dos deputados envolvidos no item anterior).

6- O atirador  era negro (assim como praticamente todas  as vítimas fatais),  filho adotivo (com os pais falecidos) , segundo a irmã  adotiva ele era anti-social e ultimamente “vivia na internet” e com “assuntos estranhos ” (islamismo) , mas desde os tempos de escola já era conhecido  pelo interesse por terrorismo e conhecido também pelo apelido “Al Qaeda” entre outros…, parece provável que nos tempos de escola tenha sido rejeitado ou “gozado” por meninas com a aparência das que assassinou, os garotos mortos pareciam com ele próprio…,  parece bastante “simbólico”.

7- Dois  questionamentos:  Como o atirador conseguiu dinheiro e comprar as armas e carregadores especiais ? ;   parece ter treinado o manejo das armas : como ? por quem ? (tempos depois a polícia afirmou que teve “treino via internet” e identificou quem vendeu as armas)

Passado  pouco mais de um mês  da tragédia  todos esses detalhes não são definitivamente conclusivos, mas pelo menos dá para imaginar entre os componentes que culminaram no massacre :

a) Uma mente desajustada  criada ou agravada justamente  por  ter sofrido abuso infantil, bullying escolar/racismo… (que é uma violência psicológica tão forte que pode transformar  vítimas em terríveis algozes do próprio grupo ) , somado a influências do proselitismo fundamentalista religioso  e midiáticas , uma verdadeira “bomba relógio armada”.

b) A falha política de segurança nas escolas

c) O baixo combate ao Bullying (incluso as clássicas chacotas racistas) nas escolas

d) Algum apoio ou indução …

Bom é isso, apenas um olhar diferenciado sobre a questão, e pelo jeito inédito pois não vi ninguém comentando alguns  “detalhes” (mas brasileiro é assim mesmo, certas coisas prefere-se não enxergar…)

Anúncios

Autor: Juarez Silva (Manaus)

Analista de T.I, Prof. Universitário, Tít. de Especialista em Educação a Distância (Univ. Católica de Brasília), Certificação em História e Cultura africana e afrobrasileira (FINOM-MG) e em Direitos Humanos e Mediação de Conflitos (SEEDH- Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República), Mestrando em História pela UFAM - Universidade Federal do Amazonas, Ex-Conselheiro Estadual de DH; Analista Judiciário do Quadro efetivo do Tribunal de Justiça do Amazonas. Ativista do Movimento Negro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s