Blog do Juarez

Um espaço SELF-MEDIA

Rape-aXe, o pesadelo dos estupradores…

Deixe um comentário

AntiRape300x200

Imagem:  site oficial http://www.antirape.co.za/images.htm

Trata-se de uma “camisinha feminina” colocada na vagina como um tampão,  não ficando portanto aparente, mas a Rape-aXe conta com uma interessante e “cruel” peculiaridade…, é anti-estupro e possui farpas internas que se enterram no pênis do estuprador no primeiro movimento de “saída”, causando um enorme “desconforto”.

A “camisinha que morde” foi inventada na África do Sul em 2005 por  Sonnet Ehlers, uma sul-africana cansada de testemunhar casos de atendimento pós-estupro em números elevados e crescentes.

E não fica só por ai,  além de “cortar o barato” do estuprador logo de início, o artefato fica preso e só pode ser retirado cirurgicamente, o que leva à fácil identificação e prisão do agressor.

Apesar de não evitar o assalto sexual e penetração inicial, a “camisinha que morde” já começa marcando pontos pelo psicológico, em uma determinada cidade por exemplo, tão logo começou a ser divulgada, reduziu a zero por 3 meses os estupros, que tem se mantido em números reduzidíssimos, na dúvida os potenciais estupradores tem preferido não arriscar.

Outra vantagem é em ocorrendo o assalto sexual,  evita a contaminação por HIV e outras doenças ou gravidez, situação comum nesses casos; e como já dito facilita a identificação do criminoso.

Para a copa de 2010 na África do Sul, essa é uma das grandes apostas para reduzir a violência sexual.

Por outro lado…, fico pensando no  “uso reverso” que mulheres “mal-intencionadas e vingativas ”  poderiam fazer da “mordedora” com por exemplo “maridos infiéis” ou  violentos…;  também dá para imaginar o inusitado “mico” de alguém chegando em um pronto-socorro com uma dessas presa no dedo…:), mas podia ser muito  pior… 

Autor: Juarez Silva (Manaus)

Analista de T.I, Prof. Universitário, Tít. de Especialista em Educação a Distância (Univ. Católica de Brasília), Certificação em História e Cultura africana e afrobrasileira (FINOM-MG) e em Direitos Humanos e Mediação de Conflitos (SEEDH- Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República), Mestre em História Social pela UFAM - Universidade Federal do Amazonas, Ex-Conselheiro Estadual de DH; Analista Judiciário do Quadro efetivo do Tribunal de Justiça do Amazonas. Ativista dos Movimentos Negros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s