Blog do Juarez

Um espaço SELF-MEDIA

"Leu na Veja ?, azar o seu…" II : Daime a "bola da vez"

Deixe um comentário

Imagem retirada de um dos milhares de sites e blogs anti-Veja (não me pergunte qual)

 

Seguindo a costumeira falta de compromisso com uma coisa chamada jornalismo sério, a revista semanal  favorita de quem gosta de ler ficção reacionária com jeitão de  "informação relevante";  dessa vez resolveu a partir do assasinato do famoso cartunista Glauco e seu filho, "declarar guerra" ao Santo Daime (doutrina religiosa de origem amazônica).

O Daime (como é mais conhecida), surgiu na década de 30 do século  passado no  Acre em meio a  floresta amazônica, seu fundador era um negro  chamado Raimundo Irineu Serra (Mestre Irineu).  Que de acordo  com a tradição daimista teve  uma revelação sobre  uma nova doutrina de cunho cristão, a partir de uma experiência com a Ayahuasca (beberagem xamânica que causa "visões", também chamada vinho das almas ou Santo Daime). Diz-se também que  Mestre Irineu recebeu a Doutrina em uma das suas "visões"  via Santo Daime, em que  ocorreu uma aparição de Nossa Senhora da Conceição; a base da doutrina possui influências cristãs  através do  que  eles dizem  ser uma "nova leitura dos Evangelhos à luz do Santo Daime", reforçando princípios de Amor, Caridade e Fraternidade (ai já em um "flerte" com a doutrina espírita).

De acordo com a Constituição, "é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias;"  ; complementando, o uso de substâncias utilizadas em rituais  (caso do Santo Daime)  é permitido através de  resolução federal …

Mas a revista (mais uma vez na contra-mão do bom senso), alardeia irresponsável  e "catastróficamente",  confunde, questiona sem comprovação,  generaliza a exceção, deturpa e o pior de tudo… continua vendendo… .

Não é o caso de fazer "apologia do Daime", defesa do uso de "alucinógenos" de qualquer sorte, ou ser "progressista" … (muito menos de  "ignorar" o "perigo"  do flerte com situações que podem fugir do controle ou  comportamentos  e "novidades" nada ortodoxos…), o  nosso questionamento mais que com  os objetos das  tradicionais "polêmicas-vende-revista"  semanais, é com a forma com que invariavelmente a revista e seus "jornalistas-satélites"  tratam as questões.

Não dá para aceitar calado os descabidos e  covardes ataques a tudo e todos…, a serviço de uma ideologia reacionária e de interesses nada populares…,  por isso lembro o poema:

“Primeiro vieram buscar os judeus e eu não me incomodei porque não era judeu.
Depois levaram os comunistas e eu também não me importei, pois não era comunista.
Levaram os liberais e também encolhi os ombros. Nunca fui liberal.
Em seguida os católicos, mas eu era protestante.
Quando me vieram buscar já não havia ninguém para me defender…”.

(Martin Niemöller (1892-1984), sobre sua vida na Alemanha Nazista.)

Pensem nisso…

Autor: Juarez Silva (Manaus)

Analista de T.I, Prof. Universitário, Tít. de Especialista em Educação a Distância (Univ. Católica de Brasília), Certificação em História e Cultura africana e afrobrasileira (FINOM-MG) e em Direitos Humanos e Mediação de Conflitos (SEEDH- Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República), Mestre em História Social pela UFAM - Universidade Federal do Amazonas, Ex-Conselheiro Estadual de DH; Analista Judiciário do Quadro efetivo do Tribunal de Justiça do Amazonas. Ativista dos Movimentos Negros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s