Blog do Juarez

Um espaço SELF-MEDIA

O adeus ao "Xerife"

4 Comentários

sheriff_star

Morreu ontem dia 7 de setembro (na data do seu aniversário de 76 anos)  Klinger Costa, que por diversas vezes esteve à frente da Segurança Pública do Estado do Amazonas.

Filho de um Chefe de Polícia (nome dado à época para o Secretário de Segurança), Klinger Costa conseguiu a façanha (quase impensável nos dias de hoje) de aos dezoito anos de idade e sem ainda estar formado em Direito, ser nomeado Chefe de Polícia, isso  foi em 1958,  no primeiro mandato  como Governador do Estado, do recentemente falecido Gilberto Mestrinho.

Polêmico, adorado pelos amigos e boa parte dos subordinados, temido pelos desafetos e principalmente pela bandidagem sem colarinho branco, admirado pelos “homens de bem” da época (provável exceção de alguns que segundo a lenda, tiveram os filhos esbofeteados, etc…, ou de outros com alguma noção sobre Direitos Humanos), criou fama pela nada branda forma de combater o crime “desorganizado” (leia-se “galerosos”, bandidinhos em geral, “boêmios infratores”, etc…), o que lhe rendeu o apelido popular  de ” O Xerife” .

Entre muitos “causos famosos” (e outros talvez  apenas “lendas urbanas”)   o “mais famoso” ( e me parece que foi também o último …) ocorreu em meados dos anos 90, e envolveu um oficial do exército de alta patente (por sinal negro… e  que estava a paisana), como o Secretário (que comandava pessoalmente uma “operação” no calçadão da Ponta Negra)  ” não gostou de algo que viu” ,  “mandou recolher” sem maiores motivos nem pré-identificação  “o negrão”; que ligou do camburão para a PE (Polícia do Exército);  o que se seguiu foi uma ação de resgate cinematográfica pela PE,  bloqueando a estrada da ponta negra e prendendo todos do comboio policial (incluso o Secretário)…, um caso que só se resolveu com “muita diplomacia” em Brasília.

Os registros de tal fato “não aparecem” facilmente, mas é de conhecimento generalizado na cidade de Manaus…,  por coincidência, a carreira de ” Xerife”  acabou “subitamente ” nessa mesma época.

Lembrei de uma frase que meu pai gosta muito : ” Nada é tão ruim que não se acabe um dia , nem tão bom que dure para sempre…” ; dependendo do ponto de vista e de quem o detenha é uma máxima que cabe em qualquer situação…  o amor e o ódio são dois lados da mesma moeda.

Nossos respeitos a quem sofreu com a perda.

Anúncios

Autor: Juarez Silva (Manaus)

Analista de T.I, Prof. Universitário, Tít. de Especialista em Educação a Distância (Univ. Católica de Brasília), Certificação em História e Cultura africana e afrobrasileira (FINOM-MG) e em Direitos Humanos e Mediação de Conflitos (SEEDH- Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República), Mestrando em História pela UFAM - Universidade Federal do Amazonas, Ex-Conselheiro Estadual de DH; Analista Judiciário do Quadro efetivo do Tribunal de Justiça do Amazonas. Ativista do Movimento Negro.

4 pensamentos sobre “O adeus ao "Xerife"

  1. Obrigado juarez, por homenagear meu professor da Escola Estadual Solon de Lucena, nos anos 70.

  2. esse era macho que esteja no céu e a quanto esses dois deixa que eu mando eles le fazer companhia no outro mundo esse cabra tinha e ainda tem moral

  3. nem conheci esse sujeito,mas so por uma atitude ja diz de pronto quem e,que satanas o tenha ben guardado.

  4. Juarez, primeiramente, sou grato pela forcinha que vc deu ao site. Ficou ótimo.

    Quanto ao xerife morto, preferi não comentar poque só conhecia fatos reprováveis da sua conduta. Esse episódio da Ponta Negra não é lenda urbana não.

    Plagiando o Millor Fernandes, que diz que a morte amaciava qualquer defeito, o Klinger Costa terá que morrer muitas vezes para eu mudar de opinião.

    Abraços.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s